Terça-feira, 17 de julho de 2018

ISSN 1983-392X

Evento

8ª Capacitação Nacional em Práticas Colaborativas

Em SP, 16 a 18 de março de 2018.

  • Data: 16 a 18/3
  • Horário: 8h30 às 18h
  • Local: Hotel Meliá (Rua João Cachoeira, 107 - Itaim Bibi, São Paulo/SP)

Apresentação

As práticas colaborativas são um trabalho interdisciplinar entre advogados, profissionais da saúde mental e consultores financeiros com o objetivo de assessorar famílias e empresas na gestão de seus conflitos.

A Capacitação em Práticas Colaborativas promovida pelo Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas (IBPC: clique aqui), nos padrões da International Academy of Collaborative Professionals (IACP: clique aqui), habilitará esses profissionais para atuarem em Práticas Colaborativas, um Meio Adequado de Solução de conflitos- MASC (ou Alternative Dispute Resolution- ADR), reconhecido internacionalmente.

O método foi criado nos Estados Unidos nos anos 90 e já é reconhecido e aplicado em diversos países da Europa e de todo o mundo.

No Brasil, as práticas colaborativas no Direito de Família conquistaram o Prêmio Innovare em 2013, na categoria Advocacia. Desde então, já capacitamos inúmeros profissionais em sete Capacitações Nacionais. Em 2017, foi realizado o 1º Congresso Brasileiro de Práticas Colaborativas, em Copacabana, com palestrantes nacionais e internacionais e adesão de 230 congressistas de todo o país.

Venha se capacitar para fazer parte dessa comunidade internacional de profissionais e fornecer um atendimento integral com resultado duradouro a seus clientes!

Público-alvo

Profissionais da área jurídica, financeira, saúde mental, entre outros. São exemplos desses profissionais advogados, defensores públicos, psicólogos, terapeutas, médicos, mediadores de conflitos, consultores financeiros, professores e todos aqueles que trabalham com gestão de conflitos familiares e interpessoais.

Programação

I.Introdução às Práticas Colaborativas

  • Elementos-chave do procedimento colaborativo
  • Práticas Colaborativas no Brasil
  • Mudança de paradigma
  • Novo olhar sobre o conflito
  • O trabalho em equipe interdisciplinar

II.Transição para o paradigma colaborativo

  • Os novos papéis de cada profissional (mudanças envolvendo o movimento dos profissionais solo para o trabalho em equipe):
  • Advogados
  • Profissionais de saúde mental
  • Especialistas em Finanças
  • Mediadores/facilitadores
  • Outros experts e consultores
  • Desenvolvimento de ferramentas/habilidades para a atuação colaborativa

III.Visão geral do procedimento colaborativo

  • Protocolos / Requisitos
  • Entendendo a estrutura de um caso colaborativo:
  • Triagem
  • Adesão dos clientes
  • Contato com o outro advogado
  • Preparativos para as reuniões à quatro
  • A primeira reunião à quatro
  • Debates antes e após as reuniões
  • Formatação da Equipe Colaborativa
  • Reuniões
  • Como lidar com problemas/impasses
  • Conclusão e finalização
  • Metáforas: Nancy Cameron, Pauline Tesler, Stu Webb e Ron Ousky

IV.Questões relevantes

  • Confidencialidade
  • Honorários profissionais
  • Formação do profissional colaborativo (capacitação, grupos de estudo e trabalho)
  • Considerações sobre standards éticos (IACP/ IBPC)
  • Protocolos
  • Temas específicos de Direito de Família
  • Práticas Colaborativas em Âmbito Cível e Empresarial
  • O que você pode fazer a partir de agora
  • Simulação de caso / exercícios práticos

Docentes

- Maria Izabel Montenegro
Planejadora Financeira com certificação CFP®. Graduada em Administração de Empresas, com MBA em Finanças Corporativas e formação em Mediação e Práticas Colaborativas. É membro do IBPC [Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas], do IACP [International Academy of Collaborative Professionals], do Instituto Planejar e do Instituto Mediare.

- Marília Campos Oliveira e Telles
Advogada de família e colaborativa. Mediadora. Formada em Artes Cênicas pela USP. Especialista em Direito de Família e Sucessões pela Escola Paulista de Direito – EPD. Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFam, da International Society of Family Law – ISFL, da IACP – International Academy of Collaborative Professionals e do CBAr – Comitê Brasileiro de Arbitragem – no Gemep – Grupo de Mediação Empresarial. Participante do grupo Novas Configurações Familiares do Instituto Sedes Sapientiae (Depto. de Psicanálise). Coordenadora da obra conjunta “Problemas da Família no Direito”, autora de artigos jurídicos e contos de ficção.

- Mônica Lobo
Psicóloga. Pedagoga com especialização em Psicopedagogia e Terapia Familiar. Fez capacitação em Práticas Colaborativas. Mediadora em Formação.

- Mônica Ribeiro de Andrade Gama
Advogada, formada na Faculdade de Direito e bacharel em Psicologia ambas pela Universidade de São Paulo. Sócia responsável pela área de família do escritório de Direito Aguirre Gama Sacchi Advocacia. Pós-graduada em Direito de Família pela Escola Paulista de Direito (EPD). Diretora e Instituidora do Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas (IBPC). Membro da Comissão de Direito de Família do Instituto de Advogados de São Paulo (IASP). Diretora da Comissão de Práticas Colaborativas do IBDFAM-SP.

Inscrição

Clique aqui para conferir os valores.

Realização

  • Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas

___________


INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

Clique aqui

ou

TELEFONE

(11) 98587-2206

Publicado em: quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018