Terça-feira, 28 de março de 2017

ISSN 1983-392X

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Campus e Campi


Campus e Campi

Na coluna anterior, acenávamos para a possibilidades de alguns comentários sobre a grafia da palavra, já agora em Português, porque em Latim sabemos que a palavra é campus, i, substantivo masculino da 2ª declinação.


O Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, já agora em sua 5ª edição, é o órgão oficial que registra todas  as palavras que integram o nosso idioma. Dele não consta o vocábulo, mas, se constasse, como neologismo ("conjunto de edifícios e  terrenos de uma universidade"), deveria ser "câmpus", à semelhança de "ônus" e "bônus", por exemplo, invariável e com acento, sem necessidade de grafar entre aspas, ou itálico, e sabido que  o número seria determinado pelo artigo.


Aí, a questão se tornaria bem mais simples: o  câmpus e os câmpus, como as demais do gênero. Mas ainda não é.


Embora alguns gramáticos entendam condenável a forma híbrida, deve haver alguma elasticidade no encontro de soluções.


Uma delas seria o uso de campus para o singular e de campi para  o plural, valendo-se o  escritor dos artigos e preposições: o, ao, do, etc. quanto a campus; e  os, aos, dos, pelos, etc. quando se tratassse de campi. É que o Latim se vale- de  terminações, indicadoras dos casos, que trazem em si artigos e preposições.


A outra solução poderia ser o emprego de campus na forma invariável, mas os usos e costumes universitários já praticamente impuseram o plural  campi, com o significado  de mais de um campus. Manutenção esclarecedora.


Parece-nos  razoável, enquanto o vocábulo não ingressa oficialmente no rol das palavras da língua portuguesa. Espera-se que ocorra logo.

__________

Busca verbete por título

A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z


* Silvio Teixeira Moreira foi desembargador do TJ/RJ, ex-promotor de Justiça do MP/SP, ex-professor de Latim e advogado criminal.