Terça-feira, 12 de dezembro de 2017

ISSN 1983-392X

Crítica migalheira

de 3/12/2017 a 9/12/2017

"O tratamento recebido por tais autoridades é proporcional ao tratamento que eles tiveram com o povo brasileiro (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Na verdade o povo está sendo até gentil. É uma questão de reciprocidade."

Rogério Araújo - 4/12/2017

"Apesar de deplorável, representa bem o sentimento dos brasileiros (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Todos estamos cansados, exaustos das falcatruas e desrespeito com o povo!"

Silvia Bellandi Paes de Figueiredo - 4/12/2017

"Notadamente, a deselegância e educação não tem sido utilizada pelos cidadãos eleitores, porém, não é nenhuma surpresa, afinal, não temos tido grandes respaldos de nossos representantes (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Em outros tempos, se no Japão, os nobres Edis teriam que pedir desculpas públicas ou ceder por estrema vergonha à prática do haraquiri. Não teremos as desculpas, não temos grandes exemplos de nossas autoridade, não temos nada!"

Osmar do Espirito Santo - 4/12/2017

"Ousarei (a idade, 76 anos, e, o Estatuto do Idoso o permite) discordar, parcialmente, do texto (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Mesmo reconhecendo que agressões quaisquer (verbais, inclusive) a autoridades, ou outras pessoas, em lugares como aviões, restaurantes, hotéis, etc., é uma falta de educação, necessário ser muito cristão para oferecer a outra face a quem nos agride, 'joga merda nas genis que somos nós', tais como parte ponderável de nossos políticos, e, agora, mais recentemente, das Cortes Maiores. Interessante que isso ocorre em relação a apenas alguns dos 'agredidos', ou seja, alguma culpa carregam consigo, em desfavor da Nação e da sua gente!"

Brasil PP Salomão - escritório Brasil Salomão e Matthes Advocacia - 4/12/2017

"Entendo a vossa crítica aos protestos contra as autoridades em público, porém cada um colhe o que planta (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Já que eles não se dão o respeito em legislar com honestidade e transparência, virando literalmente as costas ao povo, isso ainda é pouco. Ou respeitam o povo ou é daí para pior. O Brasil está num nível elevadíssimo de anarquia em seus três Poderes."

Iracema Spinola - 4/12/2017

"Os ilustres missivistas devem desconhecer que o Código de Hamurabi não está em vigor. Acho que a 'faculdade' que frequentaram (ia dizendo 'em que estudaram' mas achei inadequado) não deu esse ponto ou faltaram à aula. Quanto aos militantes petistas é a velha e estúpida conduta 'sui generis'. Talvez por isso, o meliante mor, fina flor do petismo, só se desloca em aeronave privada."

Alexandre de Macedo Marques - 4/12/2017

"Quanto a interpelação a Romero Jucá, vocês têm toda razão (Migalhas 4.246 - 1/12/17 - "Crítica migalheira" - compartilhe). Mas algo está mudando nos céus do Brasil. Se não, vejamos. Em tempos anteriores, quando autoridades eram agredidas verbalmente? Eram olhares rancorosos mas limitados a eles e aos comentários na surdina. Hoje, nota-se que, com razão, a paciência do brasileiro está se esgotando. Por enquanto são fatos isolados, mas com o tempo o tsunami surgirá. Já vimos isso no nosso passado. E a história mostra que em outras nações, como a França e Inglaterra, o filme foi o mesmo."

William Schreck - 4/12/2017

Comente