Quarta-feira, 23 de maio de 2018

ISSN 1983-392X

HC – Chimpanzé

de 4/2/2018 a 10/2/2018

"Diletos, o rotativo do dia 9/2 trouxe uma nota reminiscente alusiva ao notório HC impetrado tendo como paciente a chimpanzé 'Suíça' (Migalhas nº 4.293 - 8/2/18 - "HC – Chimpanzé" - clique aqui). A migalha trouxe tom jocoso e rotulou a tese como absurdo típico da Bahia, todavia, como profundo admirador desse hebdomadário, aconselho-vos a um exame mais do que perfunctório na tese esposada no indigitado remédio constitucional, o qual teve como signatários os festejados professores Heron Gordilho, Tagore Trajano, autoridades referendadas no ramo do Direito Animal, dentre outros de egrégia estirpe. Cônscio de que o Estado da Bahia é comezinho nascedouro de colendos juristas, poetas, filósofos e artistas de gigantesca contribuição cultural e, conhecendo a verve dos juristas encampadores da tese em comento, malgrado minha nescidade quanto à matéria em comento, lembrando-me do notório saber dos impetrantes, apenas posso me valer da máxima de Tertuliano e dizer que 'credo quia absurdum'!"

Saulo Daniel Lopes - 9/2/2018

"Pelo menos neste caso o HC destinava-se a um ser vivo (Migalhas nº 4.293 - 8/2/18 - "HC – Chimpanzé" - clique aqui)."

José Fernando Azevedo Minhoto - 9/2/2018

"Lembrem que na Campina Grande/PB, Ronaldo Cunha Lima, liberou um violão por meio do habeas (Migalhas nº 4.293 - 8/2/18 - "HC – Chimpanzé" - clique aqui). Melhor, pedido feito em verso e decisão no mesmo estilo."

Eloy de Carvalho - 9/2/2018

"Sobre o HC 'macacal' o mesmo fora impetrado na 9ª vara de crime pelos promotores Heron José de Santana e Luciano Rocha Santana e foi provido, embora tardiamente, portanto não é tão absurdo assim (Migalhas nº 4.293 - 8/2/18 - "HC – Chimpanzé" - clique aqui). Ademais um macaco é um ser vivo e potanto sujeito de direitos. E como diz Caetano Veloso: Baiano não nasce, estreia."

Iracema Spínola - 9/2/2018

Comente