Segunda-feira, 25 de junho de 2018

ISSN 1983-392X

"Um dos grandes entraves para os egressos dos cursos de Direito é o valor cobrado a cada edição do exame (Migalhas quentes - 10/6/18 - clique aqui). Aqueles que não se sentem preparados deixam de fazer o exame pelo custo do mesmo."

Benedito Luiz Franco - 10/6/2018

"Sou advogada e professora, opino apenas sobre este quesito, deixando de dar minha opinião acerca do que penso sobre o exame de Ordem, dessa forma, entendo que, não sendo o exame de Ordem um concurso para vaga em serviço público, já tendo sido o examinando aprovado em todas as fases da Faculdade de Direito se aprovado na primeira fase, o candidato tem direito a uma certidão de aprovação de primeira fase, passando a partir daí a prestar direto para a segunda sem limites de tentativa, tendo em vista possuir uma certidão de aprovação da primeira fase (Migalhas quentes - 10/6/18 - clique aqui)."

Marilene de Mello - 10/6/2018

"Quando que o senado imporá à OAB a obrigatoriedade dos contratos entre o advogado e seu cliente para que nao haja tantos engodos nas relaçoes com os clientes (Migalhas quentes - 10/6/18 - clique aqui)? E porque a OAB nao pune os advogados com reprimendas públicas ou outras puniçoes como o CRM faz?"

Roberto Wendrownik - 11/6/2018

"Para aqueles, como eu, jovens há mais tempo: 2ª época (Migalhas 4.373 - 11/6/18 - "Segunda chance" - clique aqui)?"

Levy Vianna - 11/6/2018

"Desse jeito é mais fácil tirar a segunda fase da OAB (Migalhas 4.373 - 11/6/18 - "Segunda chance" - clique aqui). Mamão com açúcar!"

Marcos Rosa - 12/6/2018

"Embora a matéria seja antiga, cabe ressaltar que se o MEC e a OAB fiscalizam as faculdades de forma correta e sem corrupção, visitando as instituições sem prévio aviso e monitorando não somente o material didático, mas também as aulas e provas, não haveria necessidade de exame de Ordem (Migalhas quentes - 17/12/10 - clique aqui). O problema dessa nação é a incompetência e irresponsabilidade de negligentes órgãos públicos e entidades de classe, que só servem para cabides de emprego público e desvio de verbas. Se esse país fosse uma nação séria, as faculdades só dariam diploma para quem de fato estudou e passou com louvor, ao invés de permitir que alunos fiquem filando durante as provas sob a alegação que o prejudicado são eles. Prejudicados são todos, é o país inteiro."

Harlam Medeiros - 15/6/2018

"Outra coisa: quando que o MPF irá investigar o MEC (Migalhas quentes - 17/12/10 - clique aqui)? Por que tem tantas faculdades abertas e por que em tão pouco tempo sai a aprovação dos cursos? Quem são os donos das empresas de software das faculdades? Tem alguma relação com funcionários públicos? Enquanto esse sistema de favorecimento em forma de moeda de troca continuar imperando nesse país, só iremos afundar dia a dia."

Harlam Medeiros - 15/6/2018

Comente