Terça-feira, 21 de outubro de 2014 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Títulos

Protesto de títulos teve queda de 17,4% em SP no mês de junho

Cancelamentos ficaram em 21.289 títulos.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Pesquisa realizada pelo Instituto de Estudos de Protesto de Títulos - seção São Paulo junto aos tabeliães de protesto de SP revelou que foram protestados 68.640 títulos no mês de junho. O número representa queda de 17,4% em relação a maio, quando ficou em 83.144. Em relação a junho de 2011, a alta foi de 19,9 %.  

Os cancelamentos de protestos também apresentaram queda, e chegaram a 21.289 títulos contra 25.324 em maio. O total bruto de títulos atingiu 172.501 contra 202.649 em maio. Do total, 15.437 foram devolvidos como irregulares. No entanto, apenas 68.640 foram efetivamente protestados.

Do total de títulos protestados, 8% foram cheques, com número que caiu de 5.497 em junho contra 7.540 em maio. No último mês, as duplicatas desabaram e ficaram em 49.042 contra 57.267 em maio. Os números envolvem principalmente duplicatas mercantis por indicação, além de mercantis, de serviço e de serviço por indicação, triplicatas mercantis e de serviço.

As notas promissórias também apresentaram queda, ficando em 4.832 contra 6.624 em maio. Já as letras de câmbio foram responsáveis pelo recorde de baixa, sendo protestadas apenas 9 contra 13 em maio.

Os títulos novos  também caíram. Foram 8.347 em junho contra 11.587 em maio. Entre esses títulos, destacaram-se as cédulas de crédito bancário. Restaram outros 7.368 novos tipos de títulos, como certidões da dívida ativa, contratos de locação e aluguel, contratos de câmbio, contratos de mútuo, contratos de alienação fiduciária, dentre outros.

leia mais

últimas quentes