Domingo, 20 de abril de 2014 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

AP 470

Votos no mensalão serão “fatiados”, diz Ayres Britto

Julgamento retorna na segunda-feira.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Após a polêmica gerada na sessão de ontem, o presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto, disse hoje em entrevista que o julgamento ocorrerá conforme propôs o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa.

Vai ser fatiada, de acordo com a metodologia adotada pelo ministro Joaquim Barbosa, conforme o recebimento de denúncia. Será usado o mesmo método, em capítulos”, disse Ayres Britto, ao chegar em cerimônia de posse de novos procuradores na AGU.

Na sessão de ontem, JB iniciou seu voto analisando as acusações contra o deputado João Paulo Cunha, ex-presidente da Câmara. O relator votou pela condenação de Cunha, do publicitário Marcos Valério e seus sócios, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach.

Na próxima segunda-feira, Ricardo Lewandowski, revisor, também se manifestará quanto a essas condenações. Em seguida, os demais ministros se manifestarão, por ordem inversa de antiguidade.

Resolvida a questão de João Paulo Cunha, a palavra volta ao relator para tratar de outro tema, até a resolução de todos os itens da denúncia.

Quanto a participação de Cezar Peluso no julgamento, que deverá se aposentar até o dia 3/9, quando completa 70 anos, Ayres Britto respondeu: "Não se sabe [se Peluso vai participar]. Vai depender do andar da carruagem".

leia mais

últimas quentes