Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

ISSN 1983-392X

Suspeição

MPF é a favor de afastamento de juiz do caso Eike Batista

Parquet havia discordado, mas mudou de posição após entrevista do magistrado ao Fantástico.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O MPF deu parecer favorável, nesta quarta-feira, 25, ao afastamento do juiz Federal Flávio Roberto de Souza, da 3ª vara Criminal do RJ, dos processos criminais contra o empresário Eike Batista.

O pedido de afastamento foi apresentado ao TRF da 2ª região pela defesa do réu. Em janeiro, a PRR da 2ª região foi contrária à solicitação por discordar de que o juiz prejulgara o réu, como acusavam os advogados, a partir de declarações do juiz após a primeira audiência do processo por crimes contra o mercado de capitais (20145101029174-7).

Ocorre que, após a entrevista do magistrado ao programa Fantástico (TV Globo) e ao jornal Extra, na qual condena o estilo de vida do empresário, o parquet entendeu que houve uma "indiscutível mudança do quadro" e protocolou a nova manifestação.

"As recentes declarações, somadas à postura injustificável de uso do bens acautelados na Justiça, dispensam maiores comentários do MP Federal, pois são indefensáveis e acarretam a inevitável revaloração sobre a condução da ação penal."

A Ministério Público pede ainda que a suspeição deve se estender também com relação às outras ações que envolvem Eike.

O julgamento do pedido de afastamento pela 2ª turma do TRF da 2ª região foi interrompido por pedido de vista no último dia 11.

Confira a íntegra da manifestação.

leia mais

patrocínio

VIVO

últimas quentes