Segunda-feira, 25 de julho de 2016

ISSN 1983-392X

Jubileu de Prata

Marco Aurélio Mello é homenageado por seus 25 anos no STF

STF inaugurou exposição cultural sobre o ministro e duas obras foram lançadas em homenagem a S. Exa.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

O ministro Marco Aurélio Mello recebeu, nesta quarta-feira, 17, homenagem por seus 25 anos de atuação no STF. Os festejos pelo Jubileu de Prata do vice-decano da Corte contaram com discursos na sessão plenária, entrega de medalha comemorativa, abertura de exposição e lançamento de livro.

O presidente do STF, ministro Lewandowski, abriu a homenagem destacando que Marco Aurélio é um homem e juiz “de convicções firmes, mas que jamais se furtou a ouvir com atenção opiniões divergentes”. Ele lembrou que o ministro protagonizou momentos marcantes na vida pública do país, comandando o STF no biênio 2001/02, período em que exerceu por diversas vezes, interinamente, a presidência da República – e, numa dessas ocasiões, sancionou a lei de criação da TV Justiça. Ressaltou também que, durante um de seus três mandatos à frente do TSE, inaugurou as eleições informatizadas no país.

O decano do STF, ministro Celso de Mello, falou sobre a longa trajetória do ministro Marco Aurélio, ressaltando a importância de suas posições nos grandes julgamentos da Corte. “Muitos de seus votos vencidos culminaram por se converter em diretrizes jurisprudenciais hoje prevalecentes na prática jurisdicional dessa Suprema Corte.” O decano encerrou sua homenagem com votos que são, a seu ver, desejo de todos. “Quando encerrar, no futuro, em 12 de julho de 2021, sua carreira nesta Corte Suprema, torne-se, então, na história republicana de nosso país, o juiz que por mais tempo terá permanecido com assento no Supremo Tribunal Federal”.

Após receber uma medalha de prata comemorativa da data, cunhada pela Casa da Moeda do Brasil e entregue pelo ministro Edson Fachin, o mais novo da Casa, o ministro Marco Aurélio relembrou sua trajetória e reafirmou sua disposição para seguir em frente naquilo que considera sua missão. “Considero-me um homem realizado.” “Atingirei, se a genética ajudar e o Todo Poderoso admitir, 31 anos de atividade profissional no STF, e não me vejo virando as costas a esta cadeira. O que mais quero na vida é manter o mesmo entusiasmo, examinando um processo como se fosse o primeiro de minha vida judicante”.

Ciência e Consciência

Em celebração aos 25 anos do ministro Marco Aurélio, a Editora Migalhas lançou no Hall dos Bustos do STF a obra, em dois volumes, “Ciência e Consciência”, que reúne importantes votos do ministro e artigos de renomados juristas comentando os referidos julgados.

O STF também lançou obra em homenagem à trajetória de Marco Aurélio Mello, e o ministro concedeu autógrafos às centenas de pessoas presentes à homenagem. Estiveram presentes o vice-presidente da República, Michel Temer, ministros dos tribunais superiores, representantes dos Três Poderes, integrantes da magistratura e da advocacia, amigos e familiares.

A exposição cultural sobre a vida e a carreira de Marco Aurélio Mello, que ocupará o Hall dos Bustos, no edifício sede do STF, e a galeria do Espaço Cultural Ministro Menezes Direito, estará aberta à visitação pública até 4/9.

__________



__________

últimas quentes