Quinta-feira, 30 de junho de 2016

ISSN 1983-392X

Contribuintes

Prorrogação Bloco K

Esta nova ferramenta de fiscalização faz parte do SPED - Sistema Público de Escrituração Digital e permitirá o controle da movimentação do estoque das empresas.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Grandes contribuintes tiveram nova vitória com a prorrogação da implementação do Bloco K para as indústrias com faturamento anual acima de R$ 300 milhões.

A decisão do CONFAZ - Conselho Nacional de Política Fazendária prorrogou o prazo de implantação do Bloco K de 11/12/15 para janeiro de 2017.

O Bloco K exigirá o envio eletrônico de dados detalhados sobre a movimentação de estoque das empresas, incluindo informações sobre a matéria prima, quantidade aplicada no processo produtivo e detalhes industriais sobre a transformação dos insumos em produto final.

Esta nova ferramenta de fiscalização faz parte do SPED - Sistema Público de Escrituração Digital e permitirá o controle da movimentação do estoque das empresas, complementando o controle da movimentação de entrada e saída das mercadorias atualmente utilizado pelo Fisco.

Segundo a advogada tributária Danielle Campos Lima Serafino, do escritório Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados Associados, as empresas já possuem grande dificuldade para cumprimento das diversas obrigações acessórias de controle de estoque existentes, além do fato de que esta nova ferramenta permitirá ao Fisco acesso ao segredo industrial do processo produtivo das empresas, revelando a margem de lucro agregada ao produto.

Para Danielle, o Fisco já possui eficiência na fiscalização da movimentação de estoque das empresas por meio da Nota Fiscal Eletrônica e do cruzamento de dados com fornecedores e clientes.

O Bloco K está inserido no contexto de inúmeras alterações que estão sendo promovidas pelo CONFAZ para o ICMS e as operações que envolvem a circulação de mercadorias e ou produtos.

____________________

últimas quentes