Terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

ISSN 1983-392X

Aumentando a produtividade na advocacia com um software jurídico

Luciano Martins

Confira alguns dos principais vilões da produtividade na área jurídica e melhore substancialmente a sua rotina diária com um Software Jurídico.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Você já se viu mergulhado em documentos, sem dar conta de prazos importantes? A produtividade dos advogados pode ser minada por alguns detalhes que passam, fundamentalmente, pela organização do tempo, de procedimentos e de um bom Software Jurídico. No entanto, os ladrões do tempo podem ser mais perigosos do que se imagina.

Muitos acreditam que navegar na internet e mandar mensagens de texto são os principais inimigos da produtividade em qualquer ambiente corporativo. Mas não se engane, é o colega de trabalho quem pode estar tomando a maior parte do seu tempo no escritório. Reuniões extensas e improdutivas também atrapalham bastante.

Confira alguns dos vilões da produtividade na área jurídica e melhore substancialmente a sua rotina diária com um Software Jurídico

Falta de organização

Sem disciplina não é possível manter a sistematização do tempo, de documentos e da agenda, por exemplo. A organização dos procedimentos internos do escritório é peça-chave para o funcionamento geral da empresa. A produtividade está ligada diretamente a esse ponto: se as informações não estão centralizadas e ordenadas por cliente, a execução das demandas fica comprometida e, consequentemente, leva mais tempo. A dica é sistematizar. Um software jurídico vai auxiliar no processo e manter a casa em ordem. Com o SAJ ADV, por exemplo, fica fácil encontrar os dados: o sistema funciona como um Google interno, criado para o escritório. Com o conteúdo indexado, as informações estão sempre à mão, em qualquer tempo e lugar, já que tudo está armazenado e protegido na nuvem.

Volume de trabalho x prazos apertados

É comum que o volume de processos atrapalhe a produtividade, mas é fundamental não perder os prazos judiciais. No início do dia, vale listar as atividades prioritárias para evitar esquecimentos. Mais uma vez, é fundamental criar uma gestão global das atividades. É possível, por exemplo, adotar um software que envie lembretes, garantindo que os prazos apertados sejam cumpridos. Também é possível acompanhar o andamento dos processos para manter em dia o planejamento das demandas. Além da organização da informação, um bom registro de tarefas vai contribuir para o aumento de produtividade e da capacidade de gestão.

Falta de padronização de procedimentos

A excelência do trabalho também merece atenção: uma equipe bem gerenciada evita retrabalho e executa as atividades com mais eficiência. Logo, a falta de padronização dos procedimentos reduz a produtividade, já que é preciso mais tempo para gerenciar as tarefas. Atualmente, os escritórios de advocacia estão apostando em novas rotinas operacionais para agilizar o atendimento, reduzir falhas e continuar respondendo ao cliente com rapidez e perfeição. Isso exige um conhecimento mais aprofundado em métodos de gestão e desempenho pessoal.

Nem sempre é fácil apontar os vilões da produtividade, principalmente em escritórios pequenos, onde os advogados assumem funções administrativas e comerciais, além da jurídica. É preciso muita disciplina para organizar agendas, funções e procedimentos, e ainda arrumar tempo para exercer a advocacia. Faça da tecnologia uma aliada e otimize o dia a dia. Veja nossas dicas para uma melhor gestão do tempo, aplique técnicas para aprimorar o contato com os clientes e ganhe em eficiência com o apoio de um software jurídico, inspirado na rotina dos advogados para facilitar o trabalho.

Quer saber mais novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça seu cadastro no SAJ ADV e receba nossos materiais exclusivos diretamente em seu e-mail.

___________

*Luciano Martins é project owner do SAJ ADV - Software Jurídico.

Softplan Planejamento e Sistemas Ltda

últimos artigos

A letra fria da lei penal

Eudes Quintino de Oliveira Júnior e Pedro Bellentani Quintino de Oliveira

Os direitos reconhecidos judicialmente aos motoristas e cobradores de ônibus de transporte público

Vitor Ferreira de Campos

O advento da alienação fiduciária no direito brasileiro

Ivelise Fonseca De Matteu e Mateus Luiz Cavalcanti

A natureza jurídica das entidades religiosas

Taís Amorim de Andrade Piccinini

A mudança de paradigma quanto ao depositário infiel tributário

Saul Tourinho Leal e Nayanni Enelly