Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ISSN 1983-392X

Marketing de conteúdo – Por que você e seu escritório deveriam estar preocupados com ele?

Luiz Otávio Mariano

O Marketing de Conteúdo é a forma mais efetiva de atrair, engajar e reter novos prospects que, entrando em contato com uma marca, apresentam alta taxa de retorno e conversão.

quarta-feira, 1º de novembro de 2017

Marketing de Conteúdo?

Sim, você provavelmente já ouviu falar nele aplicado em diversos outros mercados, mas nunca acreditou que poderia ser aplicado ao meio jurídico, certo? O Marketing de Conteúdo é uma ferramenta preciosa para atrair mais público, tal como novos usuários também, através da criação e publicação de conteúdo, sempre bem estruturado e atrelado ao planejamento estratégico. Você pode achar que não, mas o marketing de conteúdo é peça chave no sucesso de uma empresa no mundo digital hoje em dia.

Mais de 70% das empresas brasileiras já utilizam essa estratégia em seu mix de marketing, porém, não nessa mesma proporção estão as que trabalham a ferramenta da forma correta. Por isso, desenvolvemos esse texto: para esclarecer como funciona e como é possível se beneficiar de uma estratégia bem formulada de conteúdo.

Planejar, criar e avaliar

Parece simples, mas não é. Essas são as três etapas que um plano de marketing de conteúdo deve conter. Vamos à cada uma delas no detalhe:

1. Planejar

Não existe marketing de conteúdo sem planejamento. Simples assim. É preciso saber quais são os objetivos da banca, entender como o marketing de conteúdo pode ajudar nesses objetivos, definir indicadores de sucesso para as ações de conteúdo e criar um cronograma de veiculação a ser respeitado nos dias, semanas e meses que seguirão.

Algumas das métricas de sucesso que podem ser utilizadas para conteúdo são:

- Awareness: é a visibilidade que a marca de sua banca irá ganhar com as ações. Alguns exemplos de métrica são: ganho de seguidores em redes sociais, aumento no número de visitas do site, visualizações de posts em redes sociais, entre outras;

- Conversões: e-mails enviados para o escritório, telefonemas recebidos, downloads de e-books, etc.;

- Envolvimento com a marca: número de curtidas, comentários e compartilhamentos em redes sociais, cliques para leitura em artigos, recomendação de artigos, etc..

Esses são apenas alguns dos indicadores de sucesso que um plano de marketing de conteúdo pode conter. Lembrando que essas métricas devem estar de acordo com seu planejamento estratégico, caso contrário, estará produzindo conteúdo apenas por produzir. Conteúdo sem planejamento não significa nada e é isso que difere as empresa que obtém sucesso com marketing de conteúdo e as que apenas reclamam que gastaram tempo e dinheiro com isso.

2. Executar

Aqui vem efetivamente a parte em que você põe a mão na massa. É importante respeitar o que foi planejado e colocado em cronograma na fase de planejamento, pois, caso você desrespeite ou, pior ainda, não tenha feito um planejamento, estará jogando tempo e dinheiro no lixo.

Nessa fase, é importante se atentar à fatores como: frequência de publicações, qualidade do conteúdo, adequação do conteúdo para SEO (indiretamente ligado ao marketing de conteúdo, porém, MUITO importante para o posicionamento de um site), entre outros.

3. Mensurar

Aqui entra a parte mais importante: mensurar e avaliar o resultado de suas publicações. E, para seu alívio, uma só ferramenta é capaz de te trazer praticamente todos os números que um escritório precisa para identificar se sua estratégia de conteúdo está seguindo um bom caminho: o Google Analytics! (no nosso próximo textos explicaremos mais especificamente sobre como ele pode te ajudar).

Com essas três fases, é possível garantir que um escritório estará no caminho certo para ter sucesso com marketing de conteúdo. É claro que se tratando de internet, é importante frisar que nenhum planejamento está gravado em pedra e é essencial que as bancas possuam profissionais ligados no mercado e em suas mudanças rápidas, para poder tomar providências com agilidade e adequar o planejamento de acordo com seu comportamento.

Se você não entendeu ainda, eis aqui o recado principal

Ok, se mesmo após abordarmos os porquês, as formas de mensuração de retorno e como você pode se beneficiar do marketing de conteúdo, você ainda sim me pergunta: "mas por que eu deveria investir nisso agora?". Eu trago uma resposta efetiva:

O Marketing de Conteúdo é a forma mais efetiva de atrair, engajar e reter novos prospects que, entrando em contato com uma marca, apresentam alta taxa de retorno e conversão.

Se esse foi seu primeiro contato com o marketing de conteúdo nesse texto, saiba que a partir de agora só irá ser impactado mais e mais por esse tipo de assunto. Se você já conhecia e ainda não trabalha nessa frente, lamento te informar, mas você está atrasado!

__________

*Luiz Otávio Mariano é diretor de marketing digital da DCMS Estratégia Jurídica.

DCMS - Prologo Comunicacao Integrada Ltda - Me