Terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

ISSN 1983-392X

2010

Inicialmente, a freguesia foi criada com a denominação de Nossa Senhora do Patrocínio do Sapucahy, por lei providencial nº 17, em 30 de março de 1874, no Município de Franca.

Em 10 de março de 1885, a lei providencial nº 23 elevou à categoria de Município com o nome de Nossa Senhora do Patrocínio de Sapucahy, finalmente desmembrado do Município de Franca. O Distrito Sede foi instalado no dia 28 de janeiro de 1888.

O Distrito de Itirapuan foi criado em 14 de novembro de 1900 pela lei nº 751 e incorporado ao Município de Nossa Senhora do Patrocínio do Sapucahy.

Na divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, Nossa Senhora do Sapucahy e Itirapuan são os dois distritos que constituem o município de Patrocínio e Nossa Senhora do Sapucahy. Essa divisão administrativa permaceu nos anos de 1933-1940.

Em divisões territoriais datadas de 31/12/1936 e 1937, e no quadro anexo ao decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o município compreende o único termo judiciário da comarca de Patrocínio do Sapucahy e se divide em dois distritos: Patrocínio do Sapucahy e Itirapuã.

Pelo decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o município é composto por Patrocínio do Sapucahy, cuja denominação foi alterada para Patrocínio Paulista pela lei Estadual nº 233, de 24 de dezembro de 1948.

Fixado o quadro territorial para vigorar em 1949-1953 onde figura composto do Distrito Sede, e pertence a comarca de Patrocínio Paulista.

O decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o Município de Patrocínio Paulista ficou composto de dois distritos: Patrocínio Paulista e Itirapuã, é constituído o único termo judiciário da comarca de Patrocínio Paulista a qual é formada pelo único Município de Patrocínio Paulista.

O desmembramento do distrito de Itirapuã do Município de Patrocínio Paulista foi pela lei Estadual nº 233, de 24 de dezembro de 1948, assim permanecendo no quadro fixado pela lei Estadual nº 2456, de 30/12/1953 para 1954-1958, em que o município é constituído do Distrito Sede.

Denominações anteriores: Nossa Senhora do Patrocínio de Santa Bárbara dos Macaúbas, Nossa Senhora do Patrocínio de Sapucaí

Fundadores: Joaquim Carlos Monteiro e Monsenhor Cândido Rosa

Data da fundação: Ano de 1885

A cidade de Patrocínio Paulista é mais uma entre tantas que surgiu a partir da atividade garimpeira. Embora a origem da população tenha sido com as tribos caiapós, foi a descoberta de diamantes na região entre os rios Santa Bárbara e Sapucaizinho que ocasionou a chegada dos primeiros garimpeiros, muitos oriundos de Minas Gerais, dando início ao povoado no início de 1830. Após a libertação dos escravos, alguns poucos estrangeiros chegaram à região para trabalhar nas fazendas, como italianos, espanhóis e portugueses.

Em 1850, proprietários que se dedicavam à pecuária e ao plantio de café provocaram a expulsão dos garimpeiros por invasão de terras. O uso da força militar afugentou-os para a região do rio Sapucaizino, onde criou-se um nova povoação. Assim, o Bispado de São Paulo criou a freguesia de Nossa Senhora do Patrocínio do Sapucaí, em abril de 1874. Uma curiosidade: embora jamais tenha sido um nome oficial, até esse ano o povoado era conhecido informalmente por "Garimpo do Sapucaí".

Quando se tornou vila, em março de 1885, passou a ser denominada Patrocínio do Sapucaí. Pela lei nº 233, Patrocínio do Sapucaí virou Patrocínio Paulista, em 24 de dezembro de 1944.

Há séculos a região do município era abundante de matas virgens, e seus relevos topográficos estão configurados como "Planalto Paulista", formado por ondulações de colinas em 90% das áreas, sendo os 10% restantes marcados por serras.

Localizada no nordeste do Estado de São Paulo, Patrocínio Paulista faz divisas com Franca, Ibiraci, Capetinga, Itirapuã, São Tomás de Aquino, Altinópolis e Batatais.

O município possui 12.183 habitantes (IBGE, 2007) em uma área de 611 km², sendo 80% residentes na área urbana e 20% na área rural.

O clima tem características como tropical de altitude, sendo que a temperatura média anual é registrada na faixa de 24° C pluviometria anual de 1.500 mm.

E, por fim, os solos são predominados pela formação latossolo vermelho-amarelo, a paisagem agroecológica é definida com a cultura de café, cana, pastagem, citricultura, cerrado e floresta de planalto.

Centenário

Na ocasião do centenário do Município, em 1985, foi editado o Almanaque Histórico de Patrocínio Paulista, em homenagem à cidade.

________________

Personagens

Estevão Marcolino de Figueiredo

O "Coronel" Estevão Marcolino nasceu em 15 de janeiro de 1854 na Fazenda Santa Bárbara, em Patrocínio Paulista. Quando seu pai morreu, em 1874, largou o seminário e assumiu os negócios da família, dedicando-se à agricultura. O Coronel se tornaria um dos maiores produtores de café de São Paulo. Aos vinte e sete anos iniciou sua carreira política e foi um dos mais importantes líderes políticos na região de Franca. Foi três vezes vereador em Patrocínio Paulista, além de quatro vezes deputado Estadual e uma vez deputado Federal. Morreu em 1916. Dois anos após sua morte, o presidente da Câmara de Patrocínio Paulista, Pio Avelino de Figueiredo, propôs um projeto para mudança do nome da cidade de Patrocínio Paulista para "Estefanópolis" ou "Estevinópolis", em homenagem ao "Coronel". O projeto não obteve êxito, porém um jornal criado por seus herdeiros políticos foi chamado de "O Estevinópolis".

Jorge Faleiros

Nascido em Patrocínio Paulista em 3 de novembro de 1898, Faleiros foi um grande poeta patrocinense. A Escola Estadual Jorge Faleiros, em Patrocínio Paulista, homenageia seu conterrâneo, falecido em 19 de novembro de 1924.

_________________

Locais históricos



Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio

A Igreja do Município de Patrocínio Paulista.

Árvore Sapucaia, em frente ao Fórum

Exemplo da espécie que inspirou um dos primeiros nomes do município, "Patrocínio de Sapucahy".

Estátua de garimpeiro

Escultura que representa os garimpeiros que deram origem à cidade.

____________________

Curiosidades



No ano de 2010, Patrocínio Paulista comemorou o aniversário de 125 anos de sua elevação à condição de vila pela lei nº 23 de 10 de março de 1885. Ao lado, a bandeira do Município.

A Festa do Peão e o Torneio Leiteiro de Patrocínio Paulista são os dois maiores eventos da cidade. A Festa do Peão está já em sua 20ª edição em 2010, enquanto o Torneio Leiteiro em sua 51ª edição.

_______________________

Altitude: 800 metros

Área: 635 km²

População7298 habitantes

Homens: 3758 homens 
Mulheres: 350 mulheres
Zona Rural: 5.515 habitantes - 75%
Estimativa para 1955: 7639 habitantes

Aglomerações urbanas: Cidade de Patrocínio Paulista – 1.783 habitantes (Censo de 1950).

Atividades Econômicas: Agricultura e pecuária

Produção agrícola – 1956

Produto

Unidade

Volume

Valor (Cr$)

Café

Saco 60 kg

9 405

18 810 000,00

Arroz

Saco 60 kg

9 000

9 000 000,00

Batata

Saco 60 kg

25 000

7 500 000,00

Área de matas: 2813 hectares

Pecuária (nº de cabeças)

Bovino - 30.000
Suíno - 15.000
Equino - 1.500
Muar - 820
Caprino - 350
Ovino - 250
Aasinino - 15

Indústria

2 estabelecimentos (mais de 5 operários) emprega cerca de 95 pessoas.

Meios de transporte

Com as cidades vizinhas somente por estrada de rodagem:
Franca - 20 km
Itirapuã - 7 km
Altinópolis - 66 km
Batatais - 50 km
Santo Tomás de Aquino (MG) - 38 km
Capetinga (MG) - 28 km

Com a capital do Estado rodoviário:
Via Franca, Ribeirão Preto, Pirassununga e Campinas - 454 km

Comércio e Bancos

O comércio com 3 estabelecimentos atacadistas e 15 varejistas realiza as maiores transações com as praças de: Franca, Ribeirão Preto, São Paulo e Santos.

O crédito é representado pelas agências do Banco Artur Scatena S.A. e Caixa Econômica Estadual que em 31/12/55 possuía 1074 cadernetas em circulação e depósitos no valor de Cr$ 4.390.269,80.

Aspectos Urbanos

41 logradouros públicos (1 pavimentado)
484 prédios (320 abastecidos pelo serviço de água)
328 ligações elétricas com energia fornecida pela CPFL
95 aparelhos telefônicos
1 agência postal telegráfica
1 hotel
1 pensão (diária comum de Cr$ 100,00)
1 cinema
1 cooperativa de produção

Assistência Médico-Sanitária

1 hospital com 12 leitos disponíveis
1 posto de assistência
2 farmácias
1 médico
3 dentistas
2 farmacêuticos

Alfabetização

47% da população de 5 anos e mais sabem ler e escrever.

Ensino

Há 15 estabelecimentos de ensino primário fundamental comum e 1 ginásio estadual.

Bibliotecas

Bibliotecas do Clube XV com 200 volumes
Biblioteca do ginásio estadual com 700 volumes.

Finanças Públicas

Anos

Receita Arrecadada (Cr$)

Despesa Realizada no município (Cr$)

Federal

Estadual

Municipal

Municipal

Total

Tributária

1950

402 429

1 446 259

552 631

195 236

587 687

1951

500 454

1 491 975

587 963

273 192

682 189

1952

670 526

1 868 232

720 459

323 991

724 889

1953

787 059

2 923 858

1 111 139

350 249

917 888

1954

941 419

3 902 726

1 191 233

443 807

1 476 423

1955

-

5 481 949

2 582 573

540 695

2 694 259

1956

-

-

2 409 400

-

2 409 400

Manifestações Folclóricas e Efemérides

Congada por ocasião do 17 de maio – Dia do Município

Outros aspectos do município

A prefeitura municipal registrou em 1956: 43 automóveis e 64 caminhões.

Em 3/10/55, havia 9 vereadores em exercício e 1.751 eleitores inscritos.