Quinta-feira, 17 de agosto de 2017

ISSN 1983-392X

2010

Com a extinção da vila de Paty do Alferes pelo decreto geral de 15 de janeiro de 1833, em seu lugar erigiu-se em vila a povoação de Vassouras. Conforme estabelecia o referido diploma, editado pela Regência Trina Permanente, o seu território abrangia também os das freguesias de Sacra Família do Tinguá e Paty do Alferes. Esteve o seu termo vinculado à comarca de Cantagalo até ser alçado à honrosa categoria de cabeça de comarca, tendo como termos anexos os das vilas de Valença e Paraíba do Sul, consoante o disposto na lei 14, de 13 de abril de 1835.

A comarca de Vassouras, instituída pela lei 14, de 13 de abril de 1835, tendo inicialmente, como termos anexos, os de Valença e Paraíba do Sul, foi solenemente instalada em 18 de junho do mesmo ano.

Comarca de grande tradição, Vassouras tem um dos maiores acervos históricos de todo o Vale do Paraíba, construído no Segundo Reinado, sendo permanente fonte de pesquisas por parte de estudiosos.

Classificada na categoria de 2ª entrância pela lei 3.270, de 18 de outubro de 1999, é servida por duas varas mistas e uma de família, da infância, da juventude e do idoso, contando ainda com dois juizados, um especial adjunto cível e um da violência doméstica e familiar contra a mulher e especial adjunto criminal.

Integra a 5ª região Judiciária e é sede do VII NUR, que abrange as comarcas de Vassouras, Piraí, Paracambi, Mendes, Engenheiro Paulo de Frontin, Miguel Pereira e Paty do Alferes.

____________
__

Fonte : "O Judiciário fluminense e suas comarcas", de Antonio Izaias da Costa Abreu
___
________________

Gentílico : vassourense

Denominação anterior : Sesmaria de Vassouras e Rio Bonito

Data da Fundação : 29 de setembro de 1857

A denominação de Vassouras associa-se a um arbusto muito utilizado para confecção de vassouras, abundante na região, pertencente à família das escrofularíneas e também conhecido como "tupeiçaba" ou "guaxima".

A penetração no município de Vassouras se deu pelas margens do rio Paraibuna e do Paraíba, subindo a serra da Viúva e da Sacra Família do Caminho Novo do Tinguá onde em seu extremo, na margem direita do Paraíba, fundou-se a Vila, depois cidade de Vassouras.

Garcia Rodrigues Pais Leme foi o primeiro a abrir a rota para Minas Gerais, o Caminho Novo das Minas, fixando-se na margem esquerda do Paraíba e direita do Paraibuna. Depois disso, seus sucessores, entre eles o sargento-mor Bernardo Soares Proença, deram continuidade a exploração pelo caminho aberto entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Na região do "Caminho Novo das Minas" forma surgindo plantações de cana-de-açúcar, logo depois culturas de café e a criação de porcos para o preparo de carnes salgadas que atendiam as freguesias do Pilar e de Iguaçu.

Em 1782 há a doação da "Sesmaria de Vassouras e Rio Bonito" ao açoriano Francisco Rodrigues Alves, primeiro proprietário das terras que hoje conhecemos como a cidade de Vassouras quem, a partir de 1792, já tinha cafezais em sua propriedade para abastecer à família.

Atravessando o Paraíba, acompanhando o curso do rio das Mortes surgiu a "Sesmaria de Vassouras e Rio Bonito", futura vila de Vassouras (decreto de 15 de janeiro de 1833).

Vassouras se desenvolve em poucas décadas sendo então elevada à categoria de cidade no dia 29 de setembro de 1857, data esta, na qual se comemora o seu aniversário, nesta época tinha aproximadamente 3.500 moradores.

A mão-de-obra escrava foi muito presente na região, chegando a contabilizar cerca de 20.000 escravos utilizados pelos sesmeiros nas lavouras.

Vassouras também foi local de parada dos viajantes e tropeiros, bem como as capelas que se construíam para o culto católico.

Por muito tempo Vassouras se firmou como núcleo da aristocracia rural fluminense.Fazendas como "Pau Grande" e "Rocinha" foram as maiores propriedades agrícolas do município, tornando-se famosas pelo volume da produção cafeeira.

Com a abolição da escravatura, em 1888, a cultura foi abandonada, estando quase ausente da economia do município nos dias atuais.

Entretanto, foram feitos investimentos em outros cultivos como de hortaliças e cereais, além do desenvolvimento da pecuária e indústria.

___________

Pontos turísticos

Memorial Manoel Congo

O Memorial está localizado no final de uma rua sem saída, onde existe uma construção de madeira e alvenaria, um altar com flores e ao fundo uma placa com os dizeres "A luta pela liberdade eterniza o homem ". Ao lado da construção um pedestal de granito com uma placa de bronze em homenagem a Manoel Congo, ao fundo uma grande área verde, regada por uma queda d'água, que por costume local, os visitantes levam essa água para casa.


Praça Barão do Campo Belo

Jardins, palmeiras, lago e um coreto embelezam a praça. No centro está o Chafariz Monumental, e ao alto a Matriz Nossa Senhora da Conceição. Rodeada de um farto comércio e alguns casarões tombados do século XIX, centraliza o conjunto arquitetônico histórico de Vassouras, desempenhando um papel importante no cotidiano da cidade.


Memorial Judaico

Jardim Memorial Judaico, localizado no terreno da Santa Casa de Misericórdia de Vassouras, projetado pelo paisagista Burle Marx, revitaliza a memória da colônia judaica na cidade no século XIX.

O jardim surgiu em função de divergências religiosas na época, em que pessoas de outras religiões não poderiam ser sepultadas no mesmo cemitério. Sendo assim, o historiador Egon Wolff e sua esposa Frieda, com ajuda de amigos, idealizaram a revitalização do jardim, com a participação do paisagista Burle Marx no projeto dos jardins. Hoje encontram-se no jardim os túmulos de Morluf Levy e Benjamim Benatar, judeus falecidos no século XIX.


Câmara Municipal de Vassouras e Museu

A sede da câmara municipal de Vassouras é uma construção grandiosa que foi iniciada em 1849 e inaugurada em 29 de Junho de 1872, com esplendoroso baile.

Possui quatro majestosas colunas de pedra que tiveram como padrinhos : o Barão de Vassouras, o Barão de Ribeirão, o Barão de Massambará e o. Manuel Simões de Souza Pinto. As colunas foram abençoadas pelo Padre Joaquim Lage em 6 de Janeiro de 1872.

___________

Personagem ilustre

Osório Duque-Estrada

Crítico, professor, ensaísta, poeta e teatrólogo, nasceu em Pati do Alferes, então município de Vassouras, RJ, em 29 de abril de 1870,

Faleceu na capital do Rio de Janeiro, em 5 de fevereiro de 1927.

É autor da letra do Hino Nacional.


 

___________

Hino

Salve, Salve, Vassouras gloriosa
Salve, berço de tantas tradições
Do teu passado a imagem grandiosa
Gravada vive em nossos corações

Se orgulhosos nos faz o teu passado
O teu presente nos traz esperanças mil
Salve, lindo torrão idolatrado
Salve, ó terra risonha do Brasil

Teus filhos te saúdam neste dia
Aniversário da tua fundação
Com um hino vibrante de alegria
Com um canto que fala ao coração

Numa auréola de glórias altaneiras
E de louros a fronte a te singir
Nós te adoramos, ó terra das Palmeiras
Vir impávida, a marchar para o porvir

_______________

População

Em 1950, a população dos distritos que atualmente compõem o município de Vassouras era de 48.974 habitantes, sendo 25.028 homens e 23.946 mulheres.

Atividades econômicas

As atividades agropecuárias e a indústria, comportando os mais variados ramos, inclusive turismo, constituem a base econômica do município.

Comércio e Bancos

Vassouras possui um comércio regular, não só na sede municipal como em todos os distritos. Na cidade existem 123 estabelecimentos comerciais varejistas e 2 agências bancárias (Banco de Crédito Real de Minas Gerais e Banco Predial do Estado do Rio de Janeiro). Fora da sede municipal há uma agência do Banco do Comércio e Indústria de Minas Gerais, em Engenheiro Paulo de Frontin, e uma do Banco Predial do Estado do Rio de Janeiro, em Taireta.

Aspectos urbanos

A cidade de Vassouras, que conta atualmente 1.473 prédios, está dotada de modernos requisitos urbanísticos. Existem 11 praças, 83 ruas, 2 travessas e 3 avenidas. O núemro de logradouros pavimentados, na sede municipal, eleva-se a 44, dos quais 16 a paralelepípedo e 10 de pedras irregulares. Entre os diversos melhoramentos urbanos contam-se :

Aparelhos telefônicos : 980

Domicílios servidos por abastecimento de água : 1.034

Hotéis : 6

Cinema : 1

Além da sede municipal, há no município outros aglomerados urbanos dotados de melhoramentos : Engenheiro Paulo de Frontin, Pati do Alferes, Tairetá e Morro Azul do Tinguá.

Comunicação

As ligações telefônicas são feitas através da Companhia Telefônica Brasileira

Assistência médico-sanitária

Há, na sede municipal, o Hospital Eufrásia Teixeira Leite, mantido pela Irmandade da Santa Casa de Misericórida, com 177 leitos, dos quais 160 se destinam a internamentos gratuitos. No setor de saúde há ainda a contribuição de 5 ambulatórios, inclusive os 2 postos de saúde da Secretaria de Saúde e Assistência e o Posto Médico Municipal, e mais :

Farmácia : 11

Médicos : 7

Dentistas : 14

Farmacêuticos : 11

Alfabetização

Com base nos dados censitários de 1950, pode-se estimar que, atualmente, a percentagem de pessoas alfabetizadas no município seja superior a 52% quota observada naquele ano (calculada sobre o total das pessoas presentes de 10 anos e mais). Na cidade, das 4.326 pessoas dessas idades ai recenseadas, representando 66% de sua população.

Ensino

Funcionam no município 89 estabelecimentos onde se ministra o ensino primário, entre os quais 8 cursos de alfabetização de adultos. Dos restantes, 32 são de administração estadual, 42 de administração municipal e 7 de entidades particulares.

Outros aspectos do município

A excelência de seu clima tornou a região conhecida e recomendável como estação de repouso ou cura, principalmente as localidades de Pati dos Alferesm Arconzelo, Sacra Família do Tinguá, Morro Azul do Tinguá, Engenheiro Paulo de Frontin, além da própria sede municipal. No verão intensifica-se bastante o movimetno de pessoas que acorrem ao município. São apreciados pelos veranistas o Parque das Mangueiras, o Sítio dos Palmares, a Fazenda do Pocinho, e, no centro da cidade, a Praça Barão de Campo Belo.

Outros aspectos culturais

Editam-se 2 jornais de periodicidade semanal : "Correio de Vassouras", na cidade, e "Voz da Serra", em Engenheiro Paulo de Frontin. As duas bibliotecas da cidade (Biblioteca Municipal de Vassouras e Biblioteca Sebastião de Lacerda), ambas franqueadas ao público, reúnem mais de 12.000 volumes.

_______________