Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

ISSN 1983-392X

2012

Santa Rita do Passa Quatro - SP

A 10 de abril de 1866 foi a povoação elevada a distrito pela lei provincial 36, transferido do município de São Simão para o de Belém do Descalvado (depois Descalvado), e deste último município para o de Casa Branca por lei provincial 65, de 10 de abril de 1870, e para o de Pirassununga pela de lei 3, de 5 de julho de 1875.

Em março de 1885, foi elevada a município. E a 25 de agosto de 1892, a comarca.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, Santa Rita do Passa Quatro se compõe de dois distritos: Santa Rita do Passa Quatro e Santa Cruz da Estrela, assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

Pelo decreto estadual 9775, de 30 de novembro de 1938, a comarca, termo, município e o distrito de Santa Rita do Passa Quatro passaram a denominar-se simplesmente Santa Rita.

Pelo decreto-lei estadual 1.4334, de 30 de novembro de 1944, a comarca, o termo, o município e o distrito de Santa Rita voltaram a denominar-se Santa Rita do Passa Quatro.

Santa Rita do Passa Quatro - SP

O território do atual município começou a ser explorado no início do século XIX, por sertanistas vindos de Minas Gerais.

Dentre os pioneiros, destaca-se os alferes José Vieria de Carvalho, que se instalou na região com seus familiares, formando o primeiro núcleo populacional.

O povoado de Santa Rita do Passa Quatro foi fundado em 22 de maio de 1860, por Ignácio Ribeiro do Vale e seu filho Diocleciano Ribeiro, em terras pertencentes, na época, ao município de São Simão.

O nome da cidade se deu em homenagem à Dona Rita Ribeiro Vilela, uma das doadoras do patrimônio à Santa Rita de Cássia. "Passa Quatro" é em referência a um riacho que cortava a cidade quatro vezes.

Hino

I

Salve, pérola meiga e formosa

Engastada na crista da serra!

És a jóia mais fina e preciosa,

No mais lindo recanto da terra!

Relicário dos sonhos ardentes

Que embalaram os teus ancestrais,

Os teus filhos te adoram frementes,

Quem te vê, não te esquece jamais!

Estribilho

Vibre em ti sempiterno idealismo

Que teu povo alimenta e bendiz:

- Harmonia, Cultura e Civismo,

No concerto da Pátria feliz!

II

Santa Rita, cidade-poema,

Feiticeira mansão da ventura,

Tens o dom e a vaidade suprema

De aprender quem te sonha e procura!

Sejam música e versos, o orvalho

Que eterniza teu corpo de flor

- Ninho ardente de paz e agasalho,

Paraíso do sonho e do amor!

Santa Rita do Passa Quatro - SP

População

Pelo Censo de 1950 a população do município era de 14.330 habitantes (7.383 homens e 6.947 mulheres), dos quais 9.709 ou 67,75% viviam na zona rural. O D.E.E. calculou para 1955 14.467 habitantes.

Economia

As principais atividades fundamentais à economia do município são a produção de açúcar cristal, sacos de juta, álcool, cana-de-açúcar, milho, café, arroz, algodão e leite.

Grande parte dos produtos agrícolas é consumida pelo município sendo o excedente destinado ao consumo da capital do Estado e municípios vizinhos. Atingem as matas naturais 1.493 hectares, os campos 15.865 hectares e pastagens 41.461 hectares.

A atividade industrial, representada por 11 estabelecimentos (com mais de 5 pessoas), ocupando aproximadamente 600 operários, tem na usina Vassunga (açúcar cristal, álcool e tijolos) e Indústrias Reunidas de Santa Rita S.A. (sacos de juta e aniagem) os principais estabelecimentos fabris do município.

A pecuária constitui importante ramo econômico pois além de contribuir com a exportação de gado vacum para São Paulo, embora sem destaque, permite a coleta de apreciável quantidade de leite, quase totalmente absorvida pela Cia Nestlé, em Porto Ferreira, e Cia. Vigor em São Paulo.

Meios de transporte

A Cia. Paulista de Estradas de Ferro (ramal Porto Ferreira – Vassununga) bitola estreita, com um total de 40 km dentro do município e 2 trens diários é um dos principais meios de escoamento de cargas e passageiros.

O campo de pouso, de propriedade particular da Usina Vassununga, distante da sede municipal 23km, não é utilizada por empresas aéreas ou táxis aéreos.

Conforme informações do serviço de trânsito da Delegacia de Polícia trafegam pelo município, diariamente, 220 a 250 veículos (automóveis e caminhões).

Pelos registros da Prefeitura Municipal os veículos existentes somam 131 (automóveis, jipes e camionetas) e 80 caminhões.

Comércio e bancos

O comércio local está representado por 38 estabelecimentos varejistas e 4 atacadistas (bebidas), assim distribuídos, segundo o ramo de atividade; gêneros alimentícios, louças, ferragens, fazendas e armarinhos 30; fazendas e armarinhos 7; bebidas 4 e outros 1 (não se inclui na relação os bares, açougues e leiterias).

Outros dados

Aspectos urbanos – Em 1954 apresentava os seguintes melhoramentos urbanos: 36 logradouros públicos dos quais 14 pavimentados, 5 arborizados, 1 ajardinado, 36 iluminados à luz elétrica e domiciliária, 30 com água canalizada e com 1.358 prédios (zona urbana e suburbana) dos quais 1.210 com iluminação elétrica, 1.173 com água canalizada e 480 servidos de esgoto pela rede existente.

Alfabetização – Das 12.266 pessoas existentes, com 5 anos e mais, 7.243 ou 59% sabiam ler e escrever.

Aspectos culturais – Um único semanário – Folha de Santa Rita – de finalidade noticiosa e literária circula na cidade. Não há outro órgão de divulgação a não ser o serviço de alto-falantes, com finalidades comerciais. A biblioteca existente pertence à escola normal (de natureza privada), contando com 1.800 obras em 2.000 volumes que encerram assuntos dos mais variados. Cooperam na divulgação do conhecimento 3 livrarias e 1 tipografia.

Manifestações folclóricas e efemérides – Comemora-se o dia 22 de maio o dia da Padroeira de Santa Rita do Passa Quatro. Instituiu-se a semana "Zequinha de Abreu", comemorada no mês de setembro, em homenagem ao compositor do tão afamado "Tico-Tico no Fubá".