Terça-feira, 24 de janeiro de 2017

ISSN 1983-392X

2006

Esta povoação fundada em território do município de Batatais foi elevada a freguesia em 1846 e incorporada ao município de Casa Branca; por isso ficou pertencendo ao termo de Mogi Mirim e Casa Branca, 7.ª comarca (Franca); restituída ao município de Batatais pela Lei n.º 19, de 10 de junho de 1850, pertenceu ao termo de Batatais e Franca 7.ª comarca (Franca); termo de Batatais, comarca de Franca, pela Lei n.º 11, de 17 de julho de 1852; termo de Batatais, comarca de Franca, pelo dec. n.º 2.223, de 29 de dezembro de 1858.

Elevada a vila em 1856, continuou a pertencer ao termo de Batatais, comarca de Franca; termo de Franca, comarca de Franca, pela Lei n.º 37, de 20 de abril de 1875; termo de Batatais e Cajuru, comarca de Batatais, pela Lei n.º 24, de 7 de maio de 1877; termo de Cajuru, comarca de Batatais, pelo dec. n.º 8.174, de 9 de julho de 1881; termo de Cajuru, comarca de Cajurú, pela Lei n.º 92, de 6 de abril de 1887.

Como a comarca de Cajuru só foi instalada em 8 de abril de 1890, continuou, até essa data, a pertencer à comarca de Batatais.

Esta comarca foi criada com o termo de Cajuru, compreendendo a vila de S. Antônio da Alegria e Arraial de Santa Rita dos Coqueiros.

Cajuru ficou pertencendo à comarca de:

7ª Comarca (Franca) - 1846
Comarca de Franca - 1852
Comarca de Batatais - 1877
Comarca de Cajuru – 1890

A comarca de Cajuru atende os seguintes municípios:

Santa Cruz da Esperança e Cássia dos Coqueiros

Advogados de destaque na década de 50:

  • Dr. Moriwald Manco
  • Dr. Ayres Henley de Azevedo
  • Dr. José da Rocha Soares

Data da fundação: Ano de 1846.



A origem de Cajuru não pode ser precisada por falta de elementos históricos. Consta que teve origem no antigo pouso de troupeiros e boiadeiros existente no local onde hoje esta situada a cidade de Cajuru.

Em 11 de novembro de 1821, Dona Maria Pires de Araújo e seus filhos José Barbosa de Magalhães, Manoel Barbosa do Nascimento, Carlos Barbosa de Magalhães, Geraldo Pires de Araújo e Bento Barbosa de Magalhães, doaram o terreno onde se edificaria o povoado. O distrito de Cajuru foi criado no Município de Casa Branca em 19-2-1846 (Lei n.º 10) e pela Lei n.º 19 (10-VI-1850) foi transferido para o Município de Batatais. A 10-9-1866 foi lavrada a primeira ata da Câmara Municipal. A comarca de Cajuru foi criada em 6-4-1887 (Lei 92) e instalada em 8-4-1890.
___________

  • Origem do nome

CAA = mato. JURU = boca. CAJURU = boca do mato.
_______________

  • Personagens

Jorge Kajuru

Jorge Reis da Costa nasceu em Cajuru, estado de São Paulo, em 20 de janeiro de 1961.

Único filho do padeiro José da Costa, falecido, e de Maria José Nasser da Costa, merendeira do grupo escolar de Cajuru, que o criou com muito sacrifício.

Já aos dez anos de idade trabalhava como engraxate. Também vendia frutas e roupas velhas numa charrete. Com o dinheiro que sobrava, Jorge comprava livros de personalidades e os jornais Folha e Gazeta Esportiva.

Jorge sempre gostou de falar no microfone, aos doze anos já era locutor do serviço de alto falante do coreto da praça, onde anunciava notas de falecimento durante o dia, e músicas à noite, para os paqueras que ficavam nos bancos por ali.

Também foi locutor da Rádio Cultura de Cajuru, onde tinha um programa que abrangia todos os temas e em Ribeirão Preto trabalhou na Rádio Renascença, ao lado de seu amigo-irmão José Luis Datena, sendo o primeiro Cajuruense a adotar como seu sobrenome o nome de sua cidade.

Como locutor esportivo, trabalhou em diversas emissoras de televisão, sempre mantendo seu jeito irreverente e sua franqueza diante das câmeras.
__________________

  • Locais históricos

Estação de ferro de Cajuru

A estação de Cajuru foi aberta em 1912, como ponta do ramal, e fechada em 16/9/66 (*RM-1966), com o fim do trecho do ramal entre Amália e Cajuru. Depois disso, foi totalmente descaracterizada, numa reforma que a transformou na estação

Histórico da Linha: A ferrovia que saía da estação de Santos Dumont, aberta em 5/6/1908 por Henrique Santos Dumont, proprietário da fazenda London, foi comprada pela Mogiana em 15/12/1909, transformando-se no Ramal de Santos Dumont. A fazenda, que então já se chamava Amália, era o ponto final da linha, que foi aberta ao tráfego público em 26/4/1910, já com a estação terminal de Corredeira, construída pela CM. Tinha bitola métrica, e em 1912 o ramal chegou a Cajuru. Funcionou por mais de 50 anos, tendo o seu trecho entre Amália e Cajuru sido fechado em 19/6/1966, e o trecho que restou, em 3/1/1967. Este, entretanto, ainda serviu como desvio particular da Fazenda Amália, já estão de propriedade dos Matarazzo, por muitos anos. Hoje o desvio foi extinto e os trilhos já retirados.
_____________________

  • Curiosidades

Floresta Estadual de Cajuru


Nos municípios de Altinópolis e Cajuru está localizada a Floresta Estadual de Cajuru. A unidade possui relevo de colinas médias e temperatura média anual de 20,2 C. Vegetação representada por plantio de pinus e eucalipto e remanescentes de cerrado e floresta estacional semidecidual, dispersos em vários pontos da unidade. Entre outras espécies, ocorrem o óleo-de-copaíba (Copaifera lanqsdorffii) o barbatimão (Stryphnodendron adstringens) e a Pindaíba (Xylopia spp).

Agricultura

Propr. Agric. Existentes - 944
Propr. Agric. com menos de 20 alqueires - 452
Propr. Agric. de 20 a 50 alqueires - 204
Propr. Agric. de 50 a 100 alqueires - 112
Propr. Agric. de 100 a 200 alqueires - 81
Propr. Agric. de 200 a 500 alqueires - 62
Propr. Agric. de mais de 500 alqueires - 26
Propr. Agric. de mais de 1.000 alqueires - 3
Propr. Agric. de mais de 2.000 alqueires - 3
Propr. Agric. de mais de 3.000 alqueires - 1

Variedade de culturas praticadas: Cana-de-açúcar, arroz, café, feijão, mamona e milho.

Valor global aproximado das propriedades agrícolas: Cr$ 35.798.000,00.

Comércio

Número de firmas taxadas no Imposto de Indústrias e Profissões: 246.

Relação das consideradas grandes firmas :

Fábrica de Lacticínios: Alves Azevedo S.A. Comércio e Indústria.

Conssecionário da General Motors: João Miguel Elias.

Secos e Molhados: J: Garcia & Filhos, José Julião do Prado, Mazzeti & Silveira, Fortunato Malitte, Irmãos Fonseca, Emiliano Cipiciani, José Monti, Antônio José da Silva, Roque Felício, José Salim.

Bazar: Alcir Benevenuto.

Bar e Sorveteria: André Rugeri.

Serraria: Barrufini & Filhos, José Mariano Arena.

Fábrica de Móveis e Carpintaria: André Rugeri, Antônio Rafael Arcângelo Arena, Tomazine, Rivalta & Mismetti, A. Silvio Barrufini & Cia.

Indústria

Número de indústrias tachadas no imposto de indústrias e profissões: 160.

Número de operários trabalhando nas indústrias: 450.

Capital invertido na indústria no município: Capital realizado: Cr$ 2.879.750,00. Capital aplicado: Cr$ 3.500.000,00.

Relação das consideradas grandes indústrias :

Manteiga: Fábrica de Manteiga Viaduto.

Fábrica de Móveis: A Caprichosa, Móveis Barrufini.

Marcenaria e Carpintaria: Marcenaria e Carpintaria Paulista.

Fábrica de Colchões: Antônio Oliveira Portugal.

Fábrica de Calçados: Antônio de Oliveira Portugal.

Cortume: Cortume Cajuruense Ltda.

Serrarias: São José e Santo Antônio.

Usina de Açúcar turbinado: São José da Barra, Matão, Palmeiras, Pindaíba, Santa Helena, Inhacundá, Lage, Alvína, São Luís, Macauba.

Fábrica de Queijos: Córrego das Pedras, Varões, Palmeiras, São José da Barra, Matão, Pindaíba.

 Olárias: Mazzeti e José Tomás de Carvalho.

Fábrica de Farinha de milho e derivados: Fundição Santa Helena.

Caixa Econômica Estadual

Número de Depositantes: 1.774.
Montante dos Depósitos: Cr$ 3.819.788,00.

Coletoria Estadual

Arrecadação em 1948: Cr$ 1.215.505,50.

Coletoria Federal

Total da arrecadação do Imposto de Renda: Cr$ 130.000,00.
Idem do Selo de Educação e Saúde: Cr$ 15.000,00.

Correios e Telégrafos

Classe de Agencia: 3.ª
Montante da ultima arrecadação: Cr$ 165.841,30.
Serviço de Reembolso fiscal: Tem.
Montante de arrecadação de taxas de Rêembolso Postal: Cr$ 104,40.
Outras Agências postais existentes no município: Agência de Cássia dos Coqueiros e Cruz da Esperança.

Estradas de Ferro

Estradas de ferro que servem o município: Companhia Mogiana de Estradas de Ferro.

Distância entre o município e a capital: 392 quilômetros.

Tempo médio de viagem: 12,40 horas.

Custo de passagens entre a capital e o município: 1.ª classe: Cr$ 135,00; 2.ª classe: Cr$ 65,00.

Número de trens diários entre o município e a capital: 2.

Estradas de Rodagem

Distância entre o município e a capital: 372 quilômetros.

Tempo médio de viagem: 7 horas.

Estradas municipais que cortam o município: 11 estradas.

Transportes Rodoviários: Empresa de ônibus existentes: 2. Empresa de ônibus Anibal Faião, servindo as linhas Cajuru-Cruz de Esperança-Serra Azul-Ribeirão Preto, Cajuru-Santo Antônio D’Alegria-Arari. Empresa de ônibus de Irmãos Nasses, servindo a linha Mococo-Cajuru. Empresas de Transportes de Carga: 1.. Empresa de transportes de Felipozzi & Costa, servindo a linha Município-Capital.

Aviação

Localização do campo de pouso: 1, na Fazenda Lageado, pertencente à Prefeitura Municipal, distando 3 quilômetros desta cidade e 2 da Fazenda Santa Carlota (particulares).

Capacidade de pistas e tipo: 720 x 140, 500 x 100 e 131 x 184, todas gramadas.

Orçamento Municipal

Orçamento municipal para 1949: Cr$ 730.000,00.
Arrecadação em 1948: Cr$ 710.000,00.
Despesas em 1948: Cr$ 614.948,70.

Informações Político-Administrativas

Atual prefeito municipal: Paulo de Almeida Bessa.

Vereadores municipais: Antônio Machado de Morais, Antônio Barrufuni, Antônio Alves dos Reis, Moriwald Manço, Moisés Elias, José Alves Palma da Silva, Maximiliano malitte, Artur Feirabend e Carlos Ribeiro.

Realizações da atual administração: Estão previstas e em vias de realização as seguintes obras: reforma do abastecimento de águas, melhoramento de vias públicas, conservação e melhoria das estradas municipais, construção da ponte sobre o rio Pardo, que liga o município a Serra Azul.

Número de eleitores qualificados: 5.215.

Zona eleitoral: 32.ª.

Seções eleitorais: 18.

Número de eleitores que compareceram ao último pleito: 3.931.

Educação

Escolas secundárias: Ginásio Estadual Galdino de Castro.

Escolas primárias: grupos escolares: 2, sendo 1 no distrito de Cássia dos Coqueiros; número de alunos matriculados: 695.

Escolas urbanas: 4.

Escolas isoladas: 27, com 894 alunos matriculados.

Número de crianças em idade escolar afastadas das escolas: 98.

Alfabetização em adultos: número de cursos: 12; matriculados: 402.

Associações culturais e recreativas: Clube Recreativo Cajuruense.

Associações esportivas: C.R. Cajuruense.

Saúde

Hospitais existentes no município: Casa de Caridade São Vicente de Paula.

Subvenções que recebem: municipal: Cr$ 2.309,00; federal: Cr$ 227.546,40.

Serviços de Saúde: Posto de Assistência Médico-Sanitária.

Montante de arrecadação do selo de educação e saúde no último exercício: Cr$ 15.000,00.

Informações Urbanas

Número de prédios existentes: 601.

Edifícios públicos: Prefeitura Municipal, Fórum, Ginásio, Grupo Escolar, Matriz da Cidade, Hospital São Vicente de Paula.

Número de ruas: 14.

Número de praças: 1.

Número de jardins: 1.

Hotéis: Novo Hotel Cajuru, Hotel do Comércio.

Veículos licenciados: a motor: 61; tração animal: 129.

Serviços de bondes: The City of Santos Improvements Co Ltd. Número de Carros de carga: 33 dos quais 21 carros motores. Linhas: 29.

Monumentos: Mausoléu José Silviano, voluntário da revolução de 32.

Serviços Públicos

Abastecimento de água: Serviço da Prefeitura Municipal, ligado a 585 prédios.

Iluminação: A cargo da Cia. Eletricidade Simão Cajuru.

Energia elétrica: Fornecida pela mesma empresa.

Telefones: Serviço da Empresa Telefônica de Cajuru, com 126 aparelhos ligados.

Matadouro Municipal: Reses abatidas em 1948: bois: 108; vacas: 384; vitelos: 12; porcos: 572.

Cemitérios: Cemitério Municipal da sede e cemitérios municipais dos distritos de Cássia dos Coqueiros e Cruz da Esperança.

Bibliotecas: Ginásio Estadual Galdino de Castro e Pia União das Filhas de Maria

Guarda noturna: Mantidas pela população.

Informações Religiosas

Organização da Igreja Católica: Paróquia de São Bento, Capela de São Sebastião, Capela de Santo Antônio, Capela de Cássia dos Coqueiros e Capela em Cruz Esperança.

Organização da Igreja Protestante: Culto Evangélico.

Informações Diversas

Médicos: Drs. José de Figueiredo Carvalho, Domingos Elias, Moisés Elias, José Alves Palma da Silva, Salvador Lissere Júnior, Deocleciano Alves de Oliveira.

Engenheiros: Dr. Antônio Orsi (agrimensor).

Dentistas: Drs. Alceu Vicentini, Domingos de Castro, José Bernardes Sobrinho e Bruno Ré.

Farmácias: São Geraldo, N.S. da Aparecida, Popular, Fé, Balbão, Reis.

Laboratório de análise: 1 no Distrito de Cássia dos Coqueiros.

Instalações de Raios X: 1, de propriedade do cirurgião-dentista, dr. Alceu Vicentini.

Cinemas: 1, com capacidade para 508 pessoas.

Conjuntos orquestrais: 1.