Domingo, 19 de novembro de 2017

ISSN 1983-392X

2010


Santa Rita de Cássia, freguesia subordinada à justiça da vila de Nossa Senhora das Dôres do Aterrado, depois a da cidade de Senhor Bom Jesus dos Passos, só se fez juridicamente autônoma em 27/4/1892, quando recebeu sua carta de comarca, com juiz titular próprio. Este veio, serviu, foi substituído por outro, e este outro se aposentou, em 1904.

A comarca foi extinta, Cássia voltou a ser termo de Passos. Como comarca só foi restabelecida em 1918. Classificada como de primeira entrância, subiu à segunda em 1925. Quando não havia juiz de direito, titulado, serviam juízes municipais, os juízes de paz, com a restrição de funções devida.

Como comarca autônoma, estes foram os nomes dos seus juízes, determinados também os períodos em anos em que eles serviram resta comarca:

  • Juiz de direito - Cristiano Pereira Brasil - 1892
  • Juiz de direito - Alexandre da Costa Valente - 1898

Termo subordinado à comarca de Passos:

  • Saturnino Amâncio da Silveira - 1905
  • Alipio Benjamim Gonçalves Ferreira - 1906
  • Felicio Antonio Pereira - 1908
  • José Eduardo do Amaral -1910
  • Francisco de Barros - 1912

Juízes titulares que passaram pela comarca

Aristides Sica
Francisco de Barros
Aristides Sica
Joaquim Cândido de Melo e Sousa
Pedro Leão de Sousa Guaraci
Aristides Sica
Manoel Pereira de Melo
Carlos Lóssio da Silva
Alberto de Sales Fonseca
Antônio Mesquita de Oliveira
Paulo Tavares da Gama
Antônio Mesquita de Oliveira
Júlio Bráulio de Vilhena
Joaquim Batista de Melo Filho
Silvio de Lemos Silveira
Antônio Bráulio de Vilhena Júnior
Crsitóvam Pimentel Duarte
Hélio Santos Coura
José Elisio Ribeiro Mendes
José Oliveira Juncal
João Gomide Leite
Mozart de Morais Miranda
Milton Mendes dos Reis
Agenor Batista da Silva
Antônio Arcelo
Antônio Tomás Lessa Garcia
Paulo Monteiro Barbosa
Ivon Frassá Bonatto
Herculano Cesário da Silva
Luis Evangelista de Oliveira
Mário Soares Dantas
João Roberto Lisbôa
Sérgio Antonio de Rezende
Arnaldo Garcia Costa
José Antônio de Faria
Jaime Zatar Filho
Teodoro Ferreira Neto
José Geraldo Braga da Rocha

____________________

Denominações anteriores: Santa Rita de Cássia, Vila de Santa Rita de Cássia.

Data de fundação: 26 de fevereiro de 1890

A região fronteiriça com o Estado de São Paulo, que hoje compreende o sul de Minas Gerais e onde se situa a cidade de Cássia, foi descoberta em meados do XVIII, quando se descobriu ouro nas regiões dos rios Sapucaí e Verde.

Antes da descoberta oficial das minas de Cabo Verde, assim como de outros centros de mineração no sul de Minas, aquela região já havia sido explorada pelos paulistas em suas entradas e bandeiras e atraído moradores que se aglomeraram e criaram povoados.

A descoberta de ouro nessas localidades gerou uma grande controvérsia entre Minas Gerais e São Paulo acerca do marco divisório entre as duas capitanias, questão essa que decidiria para quem ficariam os impostos ali extraídos. Esta discussão durou quase dois séculos, sendo que o acordo final somente foi alcançado no governo de Getúlio Vargas, em 1936.

Jacuí, onde também se descobriu ouro, foi-se transformando em posto de guarda dos interesses mineiros e centro econômico-administrativo. Esta cidade, assim como Campanha, era caminho para os vários pontos do sul de Minas. E foi através dela que a região de Cássia passou a ser conhecida.

No início do século XIX, depois que as minas de ouro se escassearam, provocando um intenso êxodo das regiões auríferas, toda a zona limítrofe a São Paulo foi povoada e ali tiveram início às atividades agro-pastoris. Com o passar dos anos, Cássia - situada no vale do rio grande - foi aos poucos recebendo à sua volta moradores fixos até se transformar em pequeno arraial.

Em 1844, quatro fazendeiros – Manuel Lourenço da Cunha, José Diogo Carrijo da Cunha, João Batista da Cunha e Roque Portes Vieira – doaram 18 hectares de terras para a formação do Patrimônio de Santa Rita de Cássia. O arraial era povoado por pequenos sitiantes que se apossaram de pequenos pedaços de terra e ali construíram suas casas, plantando para a subsistência.

A partir de 1865/66, época em que se elevou à Freguesia, o incipiente povoado começou a se desenvolver. Ao lado da pecuária, o plantio de café começou a se alastrar pela área da cidade debutante. As terras férteis e propícias fizeram a cultura do produto crescer rapidamente, transformando-o, juntamente com a criação bovina, na estrutura básica da economia de Cássia.

Em 1890 o Governador das Minas Gerais assinou o decreto de criação do Município de Santa Rita de Cássia.

Outra força econômica se encontra na produção de tijolos realizada em Cerâmicas e Olarias, sendo essas fábricas, as únicas representantes de peso do parque industrial cassiense. Atualmente o município conta com numerosas olarias, as quais servem de importantes mercados de absorção de mão-de-obra do município.

A religião teve papel determinante na ordenação do novo espaço urbano, contribuindo para a ascensão dos grandes proprietários de terras à classe social dominante. Essa classe, ao dirigir a ordenação do espaço urbano e se apropriar do espaço central, utiliza a Igreja para consagrar e legitimar a sua escolha.

Muitas décadas depois, em outros bairros da periferia que abrigam a população trabalhadora, outras igrejas são construídas, mapeando novos espaços, expressando outro tempo, outras relações sociais.

_________________

Personagens

Paulo Tavares da Gama

Nascido no Rio de Janeiro/RJ, em 20 de junho de 1903, o jurista - poeta cursou Direito na Universidade do Rio de Janeiro. Chegou a Cássia/MG no ano de 1930, e se tornou um autêntico cassiense, pela alma de poeta que homenageava a cidade em seus trabalhos, pelo talentoso trabalho como Juiz do Trabalho, Promotor de Justiça e ainda por sua atuação no Legislativo.

Além de advogado e professor, Paulo Gama era historiador, matemático, linguístico, e mestre em Português, o que o levou a trabalhar na redação do Jornal A Vanguarda. Aprofundou-se em orografia (tratado e descrição de montanhas), e realizou um amplo estudo no município cassiense.

Com seu segundo livro "Glorificação" ganhou prêmio da Academia Brasileira de Letras. Paulo Tavares da Gama também se destacou por suas produções musicais, dentre tantas, o hino da cidade de Cássia/MG denominado "Santa Rita de Cássia". Seus amigos, familiares e admiradores promoveram a publicação de seu terceiro livro "E ficou na saudade...", edição póstuma.

Donizetti Tavares de Lima

Cássia é também a cidade do padre Donizetti Tavares de Lima. Conhecido em todo o Brasil e no exterior, ele é responsável pela multidão que visita Tambaú, em busca de alento para seus males.

Donizetti Tavares de Lima, nascido dia 3 de janeiro de 1882, foi um padre brasileiro da igreja católica apostólica romana que ficou famoso na década de 1950 por suas graças e milagres.

Iniciou o Curso de Direto na Faculdade do Largo de São Francisco em 1900. Abandonou o curso para ingressar no Seminário. Durante 35 anos foi pároco em Tambaú, antes fez parte da Diocese de Campinas e depois por 16 anos vigário em Vargem Grande do Sul. Conta-se que existem catalogados milhares de milagres alcançados pela interseção do Padre Donizetti.

_________________

Locais históricos

Igreja Matriz de Santa Rita

A requintada construção possui ricos vitrais que contam em suas imagens a trajetória da vida de Santa Rita. Principal ponto de visitação da cidade, a igreja recebe no dia 22 de maio milhares de romeiros, de várias partes do País, que em espírito de penitência vão pedir e agradecer à Santa pelas graças alcançadas.

Mantendo suas características religiosas, a expressão artística cassiense pode ser constatada na Igreja de Santa Rita, também conhecida como Igreja Matriz. Além do mais, a Igreja tem seu teto pintado por artistas italianos.

O turismo religioso é muito forte no município. A igreja abriga o relicário que contém partícula óssea autêntica do corpo da Santa, vinda da cidade de Cascia, na Itália, declarada cidade co-irmã.

Colina de Santa Rita

Colina de Santa Rita é outro local de grande visitação. No alto do morro nos deparamos com uma capela com a imagem da Santa, um convite à prece. Para chegar até lá é preciso vencer 150 degraus. Todo dia 22 de cada mês é realizada uma missa especial com novena perpétua em louvor a Santa, além disso, são freqüentes as romarias e visitas ao belíssimo santuário.

Beira do Lago

Localizado em cenário onde a natureza se alia ao requinte, o Beira do Lago Náutico Club, centro de turismo, esporte, lazer e negócios, está situado a 18 km de Cássia/MG. Com área de 75 mil m2 urbanizados, cercado por uma fantástica paisagem, o Beira do Lago fica às margens do Rio Grande que consegue manter sua incontestável beleza natural.

O clube conta com diversas atrações: centro de lazer com piscinas (criança e adulto), bar molhado com cascata, toboágua, passeios a cavalo e búfalos mansos para montaria, quadras esportivas, campo de futebol society gramado, trilhas ecológicas, playground, construções modernas com instalações especiais para paraplégicos.

____________________

Curiosidades

Música

A música está presente na vida dos cassienses. A cidade possui vários cantores e músicos, desde as crianças até os pais, todos já fizeram ou fazem parte de algum coral ou banda. É na música que a arte de Cássia encontra sua maior importância. Cidade musical por vocação.

Entre os principais destacam-se: Os Pequenos Cantores de Cássia, a Banda Maestro Godofredo de Barros, a Fanfarra dos Veteranos e o Coral Santa Cecília. O Coral dos Pequenos Cantores de Cássia é o mais antigo: foi fundado em março de 1972, pelo professor maestro Heitor Geraldo Magella Combat. O coral é formado por 150 meninos e faz parte da Federação Nacional de Meninos Cantores.

Hipismo

A paixão pelo hipismo é característica marcante do povo cassiense. O hipismo, ou equitação, a arte de transpor obstáculos sobre um cavalo é um esporte muito antigo. As tradicionais corridas hípicas atraem pessoas de todas as faixas etárias que passam os domingos acompanhando todos os detalhes da prova. A torcida é contagiante: vibra com cada ponto conquistado, reclama e chora a cada ponto perdido. Fundado em 1975, o Clube Hípico de Cássia tem 42 cavalos e é sempre um dos favoritos nos campeonatos.

Hino

Não troco nada no mundo pela terra em que nasci,
Terra que tem uma Igreja que outra mais linda eu não vi.

Eu sou mineiro e a saudade da minha cidade está dentro de mim.
Com ela no pensamento o meu sofrimento parece sem fim.

Guardo no olhar uma serra,
Saudade ela se chamou,
Chegou na beira de um rio
E o rio Grande ficou

Por isso eu amo esse rio que rola macio brilhando de luz,
Levando as águas sagradas: Sant'ana, São Pedro, São João, Santa Cruz.

Quando eu vejo Santa Rita
Do alto do Taquaral
Comprida como uma fita
Dourada como um vitral

Meus olhos ficam cansados de olhar os telhados, de ver os quintais,
Por isso a minha cidade do olhar, da saudade, não sai nunca mais.

Em Santa Rita de Cássia vive a minha inspiração
É terra da minha gente, terra da minha afeição

Tem boi testudo e boi chita
Tem um chamado Aragão
E uma morena bonita
Que é de Santa Rita no meu coração.

Letra e música: Paulo Gama

________________________________


De acordo com os dados do recenseamento geral de 1950, a população do município de Cássia era de 12.617 habitantes. Estimativas do Departamento Estadual de Estatística de Minas Gerais dão 13.552 habitantes como sua população provável em 31/12/1955, e 20 habitantes para possível densidade demográfica.

De acordo com os dados do recenseamento de 1950, era a seguinte a localização da população do município :

LOCALIZAÇÃO

POPULAÇÃO PRESENTE (1/7/1950)

Homens

Mulheres

Total

Números absolutos

% sobre o total geral

Sede

1.793

2.043

3.836

30,40

Quadro rural

4.588

4.193

8.781

69,60

TOTAL

6.381

6.236

12.617

100,00

Ainda de acordo com os dados do recenseamento de 1950, a população se dividia nos seguintes ramos de atividade :

RAMOS DE ATIVIDADE

POPULAÇÃO PRESENTE DE 10 ANOS E MAIS

Homens

Mulheres

Total

Números absolutos

% sobre o total geral

Agricultura, pecuária e silvicultura

2.937

127

3.064

35,96

Indústrias extrativas

18

_

18

0,21

Indústria de transformação

256

6

262

3,07

Comércio de mercadorias

128

2

130

1,52

Comércio de imóveis e valores imobiliários, crédito, seguros e capitalização

20

_

20

0,23

Prestação de serviços

149

300

449

5,26

Transporte, comunicações e armazenagem

91

3

94

1,10

Profissões liberais

11

3

14

0,16

Atividades sociais

23

35

58

0,68

Administração pública, Legislativo e Justiça

34

1

35

0,41

Defesa nacional e segurança pública

6

_

6

0,07

Atividades domésticas não remuneradas e atividades escolares discentes

214

3.429

3.643

42,75

Condições inativas

412

320

732

8,58

TOTAL

4.299

4.226

8.525

100,00

Agricultura, pecuária e silvicultura – a produção agrícola no município de Cássia, em 1955, foi expressa pelos dados da seguinte tabela :

CULTURAS

ÁREA

PRODUÇÃO

VALOR

Unidade

Quantidade

Cr$ 1.000

% sobre o total

Arroz

2.550

Saco 60 kg

19.000

8.550

22,62

Milho

1.000

Saco 60 kg

36.000

7.920

20,94

Café

-

Arroba

50.000

9.000

23,82

Quanto ao rebanho no município, em 1955, a situação era a seguinte :

REBANHOS

CABEÇAS

VALOR

Cr$ 1.000

% sobre o total

Asininos

80

96

0,12

Bovinos

35.000

66.500

89,22

Caprinos

400

40

0,05

Equinos

1.500

1.500

2,01

Muares

255

375

0,50

Ovinos

300

45

0,06

Suínos

12.000

6.000

8,04

TOTAL

-

74.556

100,00

Número de eleitores qualificados: aproximadamente 3.727.

Número de eleitores que compareceram ao último pleito: aproximadamente 1.672.