terça-feira, 29 de setembro de 2020

FACHADAS

Na frente do escritório de Iporá, município goiano, para acomodar os clientes, um aconchegante banco de madeira.

Em São Paulo/SP, o escritório em apoio à campanha "Outubro Rosa" na luta contra o câncer de mama iluminou a sua sede com luzes cor de rosa.

Curitiba/PR

O céu estrelado e o ambiente bem iluminado do escritório de Goiânia/GO fazem desta fachada um lindo cartão postal.

A imponente arquitetura marca a fachada do escritório de São Paulo/SP.

Em mais um ataque à imprensa, Bolsonaro ofende jornalista: "queria dar o furo contra mim"
O presidente Bolsonaro segue a fórmula que o tornou conhecido apesar de não mais precisar desse expediente - já há mídia espontânea suficiente. Ao mesmo tempo, perde clara oportunidade de evidenciar uma linha editorial jornalística que ultrapassa a combatividade para atingir o enviesamento se valendo desse tipo de matéria absolutamente sem pé nem cabeça da repórter da Folha que só gerou perda de tempo: chororô judicial junto ao TSE e essa circense CPMI das fake news.
João Ricardo A. de Lima
Em mais um ataque à imprensa, Bolsonaro ofende jornalista: "queria dar o furo contra mim"
Considero inacreditável chegarmos 2020, com o chefe do poder executivo comportando-se o tempo todo como se estivesse em um boteco, cercado por seus amigos de bebedeiras. Não há decoro algum, o que deixa-me deveras indignada como cidadã e como mulher advogada!
marcelina
Negativação do nome e danos morais
Boa explicação Dra, já compartilhei.
Bianca da Silva Assis
Gramatigalhas

"Como conjugar frases ao falar sobre embargos de declaração? Sempre plural?"

Laura Ruvieri de Amorim
Gramatigalhas

"Oi Professor: Na verdade, não sei se o seu senhor vai poder me ajudar e ajudar a todos. Deixo também a informação que já tenho o seu livro de Redação jurídica que é uma obra-prima no nosso vernáculo. Então, gostaria de saber se o senhor pode me responder no Gramatigalhas a diferença entre coesão e coerência que se misturam muito. Desde já, agradeço pela pessoa que transparece ser!"

Wellington Pereira
Gramatigalhas

"É comum novelas apresentarem julgamentos em que o juiz é chamado de meretíssimo. Está errado não é mesmo! O correto é, pois, meritíssimo, certo?"

Jesse Jones de Araújo
Sessão virtual

"Ministro Napoleão Maia Nunes, um leão, de 'garras afiadas' e 'juba majestosa'."

Márcio Marcucci
Gramatigalhas

"Prezado professor José Maria da Costa, recebi uma decisão do TJ/MG com a seguinte frase: 'Em face do exposto indefiro o efeito suspensivo pleiteado, para sobrestar os efeitos da decisão agravada, até ulterior decisão'. Eis minha dúvida: Apesar do indeferimento do efeito suspensivo pleiteado o desembargador sobrestou os efeitos da decisão agravada até que ulterior decisão? Ou o desembargador indeferiu o efeito suspensivo pleiteado que visava sobrestar os efeitos da decisão agravada até ulterior decisão? Agradeço desde já deixando um forte e caloroso abraço."

Markenio Dutra
Gramatigalhas

Olá, Professor! Minha dúvida é concernente à forma correta com que devemos pronunciar a palavra 'desuetudo': o 's' deve ser falado com som de 's' mesmo (como 'consuetudinário'), ou com som de 'z' (como 'desuso')? Obrigada!"

Maraísa Cristina Rego Ferreira
Capitalismo x comunismo

"Capitalismo são vários, comunismo é sempre um. Os recentes casos das empresas Natura e Magazine Luíza são emblemáticos nesse 'novo'/'velho' paradigma que se desenha debaixo dos nossos narizes e pés. A 'velha'/'nova' disputa entre capitalismo e comunismo/socialismo, entre democracia e ditadura, entre liberdade e igualdade (como se fossem incompatíveis e, não, complementares, como de fato são), ou seja, o bom e velho maniqueísmo, nunca esteve tão forte e presente. O capitalismo é adaptativo. Conseguiu implantar o 'quem lacra, lucra'. A questão é que há vários capitalismos, desde sistemas capitalistas de livre mercado e em países que culturalmente e constitucionalmente são democráticos (as suíças e suécias da vida), passando pelo capitalismo de compadrio ou crony capitalisam (Rússia, Brasil e tantas outras autocracias e democracias 'fracas' como a nossa, cheias de interferência estatal, monopólios, pouca concorrência e pouca liberdade de mercado), chegando à China, que logrou implantar a fusão entre capitalismo e comunismo/socialismo na sua esmagadora ditadura. Aliás, o capitalismo, plástico como é, não é e nunca foi incompatível com a ditadura. O Brasil, mesmo, em suas duas ditaduras, manteve o capitalismo. Mas o fato é: enquanto o capitalismo é adaptativo e se amolda tanto a ditaduras e democracias falhas e assoladas por populismos, quanto às mais exuberantes democracias (capitalismo de livre mercado), o comunismo/socialismo (tudo estatizado, sem liberdades individuais e propriedade privada, sem livre mercado, sem livre iniciativa...), somente ocorre como sendo ditadura. Por isso sou, sim, capitalista. Mas aposto no capitalismo liberal, em um estado democrático, que garanta e respeite a liberdade individual, a propriedade privada, o livre mercado. Parafraseando Max Weber, no seu monumental Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo: o melhor sistema é o capitalismo com ética, uma ética da liberdade (sem a qual não há igualdade!), uma ética da prosperidade, pessoal, social e econômica."

Hudson Couto Ferreira de Freitas
mail

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente