Domingo, 9 de dezembro de 2018

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 7.12.18

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Diplomação e o que vem por aí

Jair Bolsonaro e seu vice, general Hamilton Mourão, serão diplomados na próxima segunda-feira (10) pelo TSE em uma cerimônia que costuma ser relativamente rápida.

O ato é um dos mais emblemáticos do roteiro pré-posse – pelo menos essa é a tradição recente.

Para a Justiça Eleitoral, o dia é sinônimo de mobilização dedicada e única. Já os eleitos aproveitam para emitir sinais e dar pistas sobre intenções de curto prazo.

Bolsonaro chega a esse momento tendo executado boa parte do que planejou: 1) a formação do governo está quase concluída e 2) os ajustes de discursos foram absorvidos por quem deveria.

Ao longo das últimas semanas – a despeito dos ruídos e contratempos –, as pontes com os mundos político, econômico, jurídico e social também foram reforçadas.

Essas e outras clássicas etapas ajudam a preparar o ambiente para que novas ondas aconteçam. E elas virão ainda em dezembro na forma de antecipação de medidas e definição de prazos.

Outro rito

A posse

O cerimonial e a área de segurança seguem – sem direito a descanso – reorientando os últimos detalhes para a organização do evento de posse na Esplanada dos Ministérios.

Efeito

Corrida a Brasília

Por causa da movimentação atípica em 1º de janeiro, hotéis, clubes e restaurantes de Brasília anteciparam as vendas de pacotes de Réveillon.

Congresso

Pauta polêmica

Depois de tentativas frustradas ao longo da semana, a comissão especial que analisa a proposta conhecida como Escola sem Partido (PL 7180/14 e outros) adiou para terça-feira (11) a votação do relatório do deputado Flavinho (PSC-SP).

Economia

Fechando as contas

Alguns dos relatórios anuais mais robustos de performance econômica entram em fase final de elaboração e checagem na semana que vem.

Este ano, por causa da troca de governo, o setor privado e as organizações públicas dedicadas ao estudo de conjuntura vão refinar e embalar melhor as divulgações.

AGENDA

Inflação - O IBGE divulga hoje o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) de novembro.

Bolsonaro - O presidente eleito viaja a Pirassununga (SP), onde participa da cerimônia de Declaração de Novos Aspirantes, na Academia da Força Aérea.

SABER

Cinema - A 16ª Múmia: Mostra Udigrudi Mundial de Animação, em Belo Horizonte, é o segundo maior evento dedicado ao cinema de animação do Brasil e segue até o dia 16 de dezembro com 260 filmes de 34 países.

SUSTENTÁVEL

Inovação - Análises de dados e machine learning ajudam a prever o status de conservação de mais de 150 mil plantas em todo o mundo (em inglês).

TECH

Educação - Testada em sala de aula, a realidade virtual auxilia na conscientização e na compreensão da acidificação dos oceanos (em inglês).

BEM-ESTAR

Saúde - Nova pesquisa destaca por que pacientes infectados pelo HIV sofrem taxas mais altas de câncer do que a população em geral (em inglês).

JORNAIS

Damares - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, escolheu a pastora e assessora do senador Magno Malta (PR-ES), Damares Alves, para o Ministério das Mulheres, Família e Direitos Humanos. (manchete de O Estado de S. Paulo)

Funai - O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos irá abrigar a Fundação Nacional do Índio (Funai), que sairá do Ministério da Justiça. (todos os veículos)

Palocci - O ex-ministro Antonio Palocci acusou o ex-presidente Lula de acertar com um lobista do setor automobilístico pagamentos ao filho caçula, Luís Cláudio Lula da Silva, em troca de benefícios viabilizados por uma medida provisória. (todos os veículos)

Teto - A decisão da Câmara de flexibilizar a Lei de Responsabilidade Fiscal abre brecha para que pelo menos 1.752 municípios descumpram, sem punição, os limites legais para gastos com pessoal. (manchete de O Globo)

Investimentos - O governo Michel Temer deixará como herança ao menos R$ 335,6 bilhões de investimentos já engatilhados, fruto de privatizações e concessões realizadas nos últimos anos, e outros R$ 195 bilhões em projetos em fase de preparação. (Folha de S.Paulo e Valor Econômico)

Coaf - Um relatório produzido pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras, em desdobramento da Lava Jato no Rio, indica movimentação financeira atípica de um ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), filho de Jair Bolsonaro e senador eleito. (manchete da Folha de S.Paulo)

Frete - O ministro do STF Luiz Fux determinou a suspensão de multas aplicadas pela ANTT e outros órgãos para transportadoras que descumprirem a tabela obrigatória de fretes rodoviários. (todos os veículos)

Palácio - A Quarta Turma do STJ negou por unanimidade dois recursos dos herdeiros da princesa Isabel (1846-1921) que reivindicavam a devolução do palácio Guanabara, hoje sede do Governo do Rio de Janeiro. (todos os veículos)

EUA-China - A tensão nas relações entre EUA e China aumentou com a prisão de Meng Wanzhou, diretora financeira da Huawei e filha de Ren Zhengfei, fundador da companhia chinesa. A prisão provocou turbulência nos mercados internacionais. (manchete do Valor Econômico)