Quinta-feira, 21 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 6.11.18

terça-feira, 6 de novembro de 2018

A transição e os números


Nos moldes do que ocorreu na virada de 2002 para 2003, quando Lula recebeu a faixa de Fernando Henrique Cardoso, a equipe de transição liderada pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, terá o Orçamento como uma de suas principais referências.

Os grupos técnicos anunciados ontem vão revisar planilhas, mergulhar nos programas e confrontar as projeções de metas com base no que está estabelecido até o momento.

Vale lembrar que a conjuntura orçamentária para 2019 foi originalmente desenhada pelo atual governo sob uma perspectiva bastante realista.

Não há muito espaço para que o Congresso altere o que está posto, mas os canais seguem abertos e certo otimismo pós-eleitoral contribui para o clima de cooperação.

Deputados e senadores retomaram o debate da peça enviada pelo Executivo e já na semana passada sinalizaram ao futuro governo que querem colaborar.

Se as tradições da última troca de governo forem mantidas, é possível que o diálogo prevaleça, livrando o próximo ano de surpresas e armadilhas.

Funcionalismo

Para poucos

Do ponto de vista da burocracia de Estado, participar de uma transição de governo pode ser o auge da carreira.

Mudanças na Esplanada ajudaram a projetar pessoas que ainda atuam nas áreas de processos, documentação, planejamento e gestão.

2020

Corrida pelas capitais

A renovação do Congresso Nacional e outras variáveis pós-eleições anteciparam o debate sobre a corrida municipal.

Quem não conseguiu se reeleger já mobiliza seus partidos. E o foco está na estratégia de conquista das prefeituras das capitais.

CIDH

Relatos

Na reunião com a Procuradoria dos Direitos do Cidadão, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) que está em visita oficial ao Brasil recebeu relatos de violações das garantias fundamentais que vão da discriminação racial até a política econômica do governo.

Economia

A outra reforma

Apesar de a intervenção Federal no Rio impedir a votação de emendas constitucionais, líderes no Congresso tentam dar volume às discussões sobre a reforma tributária.

Está prevista para hoje uma reunião com auditores da Receita Federal e pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

O encontro pode dar visibilidade ao assunto.

AGENDA

Constituição - O presidente eleito Jair Bolsonaro participa hoje no Congresso da sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição.

EUA - Os americanos votam hoje para escolher a nova Câmara, renovar um terço do Senado e a maioria dos governadores.

Congresso 1 - Senadores e deputados reúnem-se hoje em sessão conjunta do Congresso Nacional para votação de nove vetos presidenciais e cinco projetos que abrem créditos adicionais no Orçamento deste ano.

Congresso 2 - O plenário da Câmara dos Deputados pode votar hoje a medida provisória 843/18, que concede novos incentivos fiscais para o setor automobilístico e cria o Rota 2030.

SABER

Quadrinhos - A partir do dia 14, o Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, recebe a megaexposição Quadrinhos. São revistas, artes originais e itens raros.

SUSTENTÁVEL

Meio ambiente - Artigo (em inglês) descreve o impacto dos parques eólicos nos ecossistemas locais: turbinas podem agir como novos predadores, causando danos indiretos em animais de nível inferior.

TECH

Futuro - O primeiro transistor transparente do mundo (em inglês). A eletrônica transparente e o futuro das interfaces inteligentes.

BEM-ESTAR

Novos hábitos - Cientistas australianos (em inglês) mostram que yoga e tai chi podem impactar na redução da hipertensão, dos ácidos graxos e dos níveis de açúcar no sangue.

JORNAIS

Transição - O gabinete de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro, começou a tomar forma: 27 pessoas foram indicadas para a equipe de transição. (manchete de O Globo)

Heleno - Além da equipe anunciada ontem, Bolsonaro quer o futuro ministro da Defesa, Augusto Heleno Ribeiro, no Palácio do Planalto: o general reformado poderá ocupar o comando do Gabinete de Segurança Institucional. (manchete de O Estado de S. Paulo)

Moro - Sérgio Moro afirmou que será um técnico à frente do Ministério da Justiça e que apresentará um pacote legislativo anticorrupção. (todos os veículos)

Cármen - A ministra Cármen Lúcia disse que o Brasil e o mundo passam por uma mudança perigosamente conservadora. (todos os veículos)

Battisti - Jair Bolsonaro conversou com o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, sobre a extradição do ex-ativista Cesare Battisti. (todos os veículos)

Previdência - Em entrevistas concedidas ontem, Jair Bolsonaro deu sinais de que prevê uma reforma gradual da Previdência. (manchete da Folha de S.Paulo e Valor Econômico)

Mercado - O Ibovespa bateu novo recorde: encerrou ontem o pregão aos 89.598 pontos, alta de 1,33%. O dólar fechou em R$ 3,72, alta de 0,89%. (todos os veículos)

Egito - O governo egípcio cancelou visita que o ministro de Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, faria ao país. O gesto foi uma retaliação às declarações recentes de Jair Bolsonaro sobre reconhecer Jerusalém como capital de Israel. (todos os veículos)