Quarta-feira, 17 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 2.1.19

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Primeiras medidas

Ao mesmo tempo em que se instala na Esplanada, o novo governo repassa o cronograma elaborado antes da posse.

As medidas rápidas prometidas por Jair Bolsonaro mobilizam todas as áreas – não só o time econômico – e estão alinhadas a datas consideradas estratégicas.

O timing político e o impacto de comunicação previsto com os anúncios já foram calculados para grande parte das ações que serão lançadas no Planalto e por ministros.

A lógica geral não é simples. Insere a maioria das novidades que serão conhecidas nos próximos dias em uma estratégia de divulgação preocupada com amplitude, audiência e detalhes.

A prioridade vai além de, simplesmente, sincronizar o pacote ao calendário.

As equipes envolvidas têm por meta ativar os públicos corretos na melhor hora sem, no entanto, descuidar das repercussões para corrigir eventuais falhas.

A decisão sobre o reajuste do salário mínimo oficializada ontem foi um entre tantos outros testes importantes que virão a seguir.

Previdência

Decisões tomadas

A Previdência assume quase que naturalmente nesta primeira semana de governo lugar de destaque no debate público.

Não só pelo fato de os canais de discussão estarem ativados na política, na economia e na sociedade, mas porque já há decisões tomadas sobre os rumos da reforma.

Orçamento

Hora da revisão

O Orçamento aprovado para este ano é outra questão tratada com especial cuidado pelo novo governo.

Mesmo com o Congresso em recesso, o contato com os parlamentares que atuaram na elaboração da proposta não será interrompido.

O governo que tomou posse ontem dispõe de R$ 3,38 trilhões, mas há assuntos em aberto como 1) a votação de créditos suplementares para garantir programas considerados fundamentais, 2) o repasse para compensar os estados exportadores (Lei Kandir) e 3) o futuro dos incentivos fiscais.

Novos ministros

Trocas

O dia será de transmissão de cargos entre os ministros recém-nomeados e os que deixam a Esplanada.

Haverá solenidades a partir das 9h até as 18h.

Banco Central

Previsão

Indicado à presidência do Banco Central, Roberto Campos Neto, deverá passar por sabatina no Senado em fevereiro.

Governo

O que, quem e por que

Em edição especial, o Diário Oficial da União estabelece a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios.

Temer

Futuro

Michel Temer se despediu da equipe antes de embarcar ontem para São Paulo.

Pelo Twitter, defendeu suas realizações à frente do Planalto e disse que entrega aos brasileiros um país melhor.

Comentários postados na sequência das publicações do ex-presidente estão bem divididos.

Entre apoiadores e críticos, há uma massa considerável de pessoas que se dedica a prever o futuro de Temer (leia aqui).


AGENDA

Encontros - O presidente Jair Bolsonaro reúne-se às 10h com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, e em seguida com Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, Viktor Orban, primeiro ministro da Hungria, e Ji Bingxuan, vice-presidente do Parlamento Chinês.

Balança comercial - O resultado consolidado de exportações e importações em 2018 será detalhado hoje pelo governo.

SABER

Teatro - O musical 'Nelson Gonçalves – O amor e o tempo' estreia esta semana no Rio de Janeiro.

SUSTENTÁVEL

Lixo - O Réveillon em Copacabana produziu pelo menos 385 toneladas de lixo – 43 toneladas de materiais recicláveis recolhidos nas areias e ruas.

TECH

Ideias - Uma coleção de TED Talks sobre inovação (em inglês).

BEM-ESTAR

Alimentação - Tendências 'verdes' e dietas saudáveis para 2019 (em inglês).

JORNAIS

Posse - Jair Bolsonaro tomou posse ontem e fez dois discursos: um ao Congresso e outro ao público presente na Praça dos Três Poderes. Pediu apoio às reformas, propôs parcerias, prometeu 'libertar' o país do socialismo, valorizou o trabalho dos policiais, entre outras coisas. (manchete de todos os veículos)

Michelle - A primeira-dama Michelle Bolsonaro surpreendeu ao discursar no parlatório do Palácio do Planalto em Libras. (todos os veículos)

Oposição - Jair Bolsonaro foi empossado no Congresso Nacional sem a presença da oposição no plenário. (todos os veículos)

Público - O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) estimou em 115 mil o público total presente na Esplanada dos Ministérios. (todos os veículos)

Delegações - A posse de Bolsonaro teve o menor número de delegações estrangeiras em quase três décadas. Neste ano, 46 representações do exterior estiveram em Brasília, segundo o Itamaraty. (todos os veículos)

Trump - O presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou ontem o discurso de posse de Jair Bolsonaro. Pelo Twitter, escreveu: "Parabéns ao presidente Jair Bolsonaro, que acabou de fazer um grande discurso de posse – os EUA estão com você!". (todos os veículos)

Máquina - Após a cerimônia no Congresso, Jair Bolsonaro deu posse aos ministros e assinou uma medida provisória com o redesenho da estrutura ministerial. (todos os veículos)

Mínimo - O salário mínimo deste ano foi estipulado em R$ 998. O novo valor foi estipulado ontem em decreto assinado. (todos os veículos)

Governadores - Austeridade fiscal, conciliação e alinhamento em relação ao governo Federal deram o tom das cerimônias de posse de governadores ontem em todo o país. (todos os veículos)