Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Seminário

Horas extras: o custo da mão-de-obra e suas alternativas

Em SP, 2 de dezembro de 2014.

  • Data: 2/12
  • Horário: 9h20 às 17h30
  • Local: Av. Angélica, nº 2510 – cjs. nº 31 a 34 – Higienópolis - São Paulo/SP

Market overview

Muitas vezes as empresas acabam não calculando o custo de utilização da mão-de-obra extraordinária, o que além de elevar o custo do produto/serviço, pode motivar o surgimento de demandas judiciais e passivo trabalhista.

Por que participar deste evento

É essencial saber com o maior grau de detalhes possível todas as opções existentes em relação ao uso da mão-de-obra. Saber como outras empresas agem certamente ajudará os participantes a terem acesso ao maior número de opções.

Público-alvo

Gestores, diretores e demais profissionais de departamento pessoal, recursos humanos, jurídico, relações trabalhistas; além de advogados.

Programação

9h às 9h20 - Credenciamento
9h20 às 10h20

A jornada de trabalho e sua influência no custo da mão-de-obra / análise econômica do custo da mão-de-obra

  • Elementos a serem levados em conta no custo de mão-de-obra:
    • Especialidade;
    • Sazonalidade;
    • Urgência;
    • Onerosidade da categoria econômica;
    • Índices de contenciosidade;
    • Outros.
  • Custo da jornada ordinária x extraordinária x custo de outras formas de resolução (terceirização especializada, contratação temporária, etc.).

10h20 às 10h30 - Perguntas e Comentários
10h30 às 10h50 - Networking Break
10h50 às 11h50

Jornada de trabalho: critérios de legalidade

  • Jornada normal;
  • Jornada extraordinária (labor extraordinário, supressão de intervalos interjornada e intrajornada, horas extras in itinere, etc);
  • Jornadas especiais / leis especiais;
  • Jornada extraordinária superior a 2 horas;
  • Compensação de horas / banco de horas: diferenciação.

11h50 às 12h - Perguntas e Comentários
12h às 13h30 - Almoço
13h30 às 14h30

Convenções / acordos coletivos, escalas e jornadas especiais: legalidade

  • Legalidade das escalas determinadas em negociações coletivas;
  • O poder da escala determinada em negociação coletiva x critérios da CLT que impedem determinadas jornadas;
  • Negociações coletivas que "trocam" as horas extras por outros benefícios aos funcionários – legalidade;
  • Como os Tribunais trabalhistas vêm se manifestando sobre a legalidade dessas negociações coletivas.

14h30 às 14h40 - Perguntas e Comentários
14h40 às 15h50

Banco de horas e outras negociações coletivas sobre jornada de trabalho

  • Normas legais aplicáveis ao banco de horas;
  • Funcionamento do banco de horas;
  • Exemplos práticos;
  • Negociações coletivas – critérios, limites, formas de negociação;
  • Horas extras e sua prova.

Negociações coletivas na prática

  • Principais pontos a observar numa negociação;
  • Métodos de negociação;

Cases de sucesso.

15h50 às 16h - Perguntas e Comentários
16h às 16h30 - Networking Break
16h30 às 17h20

Controle de jornada e de custos de mão-de-obra

  • Métodos de controle de jornada;
  • Jornadas especiais: como controlar;
  • Jornadas não controladas: seu efeito na produtividade do colaborador;
  • Sazonalidade e urgência x terceirização: como as empresas lidam com esses problemas.

17h20 às 17h30 - Perguntas e Comentários

Coordenação acadêmica

- Mauro Scheer Luís
Bacharel em direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com formação em PNL – Programação Neurolinguística – pela Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL), tendo participado de cursos e treinamentos de formação executiva na Alemanha e na Inglaterra. Cursou módulos de especialização em: direito tributário no IBET – Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, instituto complementar à USP; de direito societário na Fundação Getúlio Vargas/SP e de excelência gerencial pela FAAP. Cursando MBA em empreendedorismo e inovação pela B.I. International / Berkeley University of California. (Estados Unidos), Babson Executive Education (Estados Unidos) e Shanghai Jiao Tong University (China). Membro da Ordem dos Advogados do Brasil (Secção São Paulo), da AASP – Associação dos Advogados de São Paulo e da APET – Associação Paulista de Estudos Tributários; autor de diversos artigos. Foi membro da comissão de cooperativismo da OAB-SP e é presidente da Comissão de Sociedades de Advogados da OAB de Santo André/SP. Participa de reuniões de comitês técnicos na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham) e da Câmara Brasil-Alemanha (AHK). É advogado sócio-fundador de sociedade de advogados, coordenador acadêmico de instituição de ensino executivo e presidente de grupo empresarial.

Observações

*Inclusos: material de apoio (certificado, crachá e apostila), almoço e dois networking break.

* A confirmação da realização do curso está sujeita a quorum mínimo; no caso de cancelamento, todo e qualquer valor pago a título de inscrição será devolvido, porém não nos responsabilizamos por gastos com passagens aéreas, traslados, hospedagem ou qualquer outra despesa.

* Horário sujeito a alterações.

Realização

  • Central Prática Educação Corporativa

__________

Ganhadores:

  • Allana Prado Oliveira dos Santos
  • Andrea Aparecida Sicolin

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

TELEFONE

(11) 3257-4979

e-mail

contato@gruposmax.com.br

ou

Clique aqui

Publicado em: terça-feira, 4 de novembro de 2014