Terça-feira, 21 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Lançamento

Lançamento da obra "Direito Eleitoral - Aspectos materiais e processuais"

Em Brasília, às 18h.

O livro "Direito Eleitoral - Aspectos materiais e processuais", coordenado por Tarcisio Vieira de Carvalho Neto e Telson Luís Cavalcante Ferreira, será lançado pela Editora Migalhas no próximo dia 30, em Brasília.

A obra, prefaciada pelo ministro Ricardo Lewandowski, é composta de artigos elaborados por consagrados juristas do país e apresenta generosas contribuições sobre temas clássicos e atuais, todos sequiosos de sistematização, mormente em ano de eleições municipais.

O coquetel de lançamento acontece no Salão Nobre do TSE (SAFS, quadra 7, lotes 1/2), às 18h.

"O produto final da prazerosa empreitada aponta para uma miríade de visões, multifacetadas, fruto da experiência angariada pelos autores em diversos e privilegiados ângulos e cenários de observação profissional. Se o próprio Direito Eleitoral, como zona de articulada confluência de vários outros ramos do Direito, a exemplo do Constitucional, do Administrativo e do Processual, deve a sua maturidade científica, recentemente reforçada, ao trabalho vivo e dinâmico de magistrados, membros do Ministério Público, advogados e professores, seria írrita (e injusta!) uma obra coletiva não representativa de todas estas nuances, mesmo porque a democracia se traduz numa espécie de unidade a partir da pluralidade. É arquitetada em consensos possíveis. E o Direito Eleitoral, por vocação, é o Direito da Democracia, um direito plural, de edificação coletiva. A soma das visões individuais, múltiplas e diversificadas, como convém, fez despontar uma obra marcada pela originalidade. Inúmeros temas de Direito Material e de Direito Processual Eleitoral são descortinados às inteiras, alguns pela vez primeira, e outros tantos, rotulados de clássicos, foram revisitados, com verticalidade ímpar, e submetidos a uma espécie de controle de validade à luz dos (novos) princípios, ideologias e dogmas, traços marcantes da contemporaneidade jurídica." Tarcisio Vieira de Carvalho Neto e Telson Luís Cavalcante Ferreira

Publicado em: quarta-feira, 22 de junho de 2016