Segunda-feira, 14 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

On-line

Modelagem de negócios jurídicos - Legal Canvas

As inscrições são gratuitas.

Seminários sobre recuperação de tributos

Sobre o seminário

O objetivo é apresentar de forma simples e prática como interromper e recuperar os pagamentos de tributos indevidos cobrados sobre a conta de energia elétrica e sobre a folha de pagamento nos últimos 5 anos.

Infelizmente, o Fisco, em suas várias esferas, insiste em cobrar tributos sem amparo legal, certamente motivado pelo pequeno número de contribuintes que reclamam seus direito pela via judicial.
No entanto, essa prática ilegal e antiética do Fisco acaba por criar uma grande oportunidade para os advogados, pois praticamente toda empresa no país possui créditos a receber, entretanto desconhece esse fato.

Trabalhar com recuperação de tributos traz grandes benefícios aos advogados pois ao invés de oferecer serviços advocatícios de forma genérica ele pode apresentar objetivamente como recuperar impostos indevidos e dessa forma ampliar sua carteira de clientes. A fundamentação das ações é sempre a mesma o que otimiza seu escritório e como todas as provas são documentais raramente é necessário fazer audiências.

Além dos seminários ao vivo e online, também será disponibilizado material complementar para download.

Ao vivo e online

Os seminários são transmitidos ao vivo pela internet e você pode participar de onde estiver. Os inscritos poderão interagir com o professor e ao final da exposição haverá um espaço destinado à perguntas.

Programação

9/11 - Modelagem de negócios jurídicos - Legal Canvas

  • O que é o CANVAS
  • O que é o LEGAL CANVAS
  • Como elaborar um projeto para seu escritórios com essa ferramenta de forma simples e prática
  • Demonstração prática de uma ferramenta online e gratuita para modelagem do seu projeto

Realização

  • IbiJus – Instituto Brasileiro de Direito

______________

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

Clique aqui

IbiJus  Instituto Brasileiro de Direito EIRELI - ME

Publicado em: quinta-feira, 6 de outubro de 2016