Quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

ISSN 1983-392X

Lançamento

Lançamento de obras da Editora YK

Em SP, a partir das 18h30.

A Editora YK lança, no próximo dia 18, diversas obras relevantes para a cultura jurídica como um todo, bem como para o universo notarial e registral. O evento será em SP, no Salão Nobre da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, a partir das 18h30.

"Digesto do imperador Justiniano". Chega a público o volume 3 da tradução do Digesto feita pelo Conselheiro Manoel da Cunha Lopes e Vasconcellos, e organizada pelos Professores Eduardo Marchi, Bernardo Moraes, Dárcio Rodrigues e Helcio Madeira. A tradução integral foi feita pelo Conselheiro Vasconcellos há mais de cem anos, e o manuscrito encontrado na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia. Agora, a equipe de romanistas do Largo de São Francisco trabalha para dar à estampa todos os volumes dessa obra que é o grande marco da cultura jurídica ocidental.

"Das cláusulas de incomunicabilidade, incomunicabilidade e impenhorabilidade". Em sua 5ª edição, a consagrada obra de Carlos Alberto Dabus Maluf, professor Titular da Faculdade de Direito da USP, é um trabalho de insuperável relevância teórica e prática. O autor explora com profundidade cada uma das cláusulas restritivas da legítima. Em um cenário de mudanças no direito das sucessões, com cada vez mais pessoas buscando realizar o planejamento sucessório, o estudo desse tipo de cláusula ganha novos contornos e cada vez mais interesse. Trata-se de uma leitura indispensável para todos os que se interessam por esse importante campo jurídico. A relevância para o Direito Notarial e Registral também é inegável, na medida em que a operacionalização das cláusulas exige dos oficiais muita cautela, especialmente diante da exigência de justa causa para a clausulação. Esses aspectos são explicados com grande desvelo pelo autor.

"Vícios redibitórios". O livro de autoria de Christopher Alexander Roisin é dessas raridades jurídicas. O delicado tema dos vícios redibitórios é exposto com uma impressionante profundidade. Para além da apresentação de um farto referencial teórico, o autor preocupa-se com os mais relevantes aspectos operativos dos vícios, além de sugerir um ajuste legislativo no regime jurídico correspondente. Certamente essa obra, fruto de dissertação de mestrado defendida com brilhantismo, assinala um marco no tratamento da matéria no Brasil. Vale a pena conferir!

"Direito Empresarial Contemporâneo: Tullio Ascarelli no século XXI". Coordenada pelo pesquisador da FGV-SP Danilo Borges Araújo, a obra reúne textos de autores estrangeiros sobre a impressionante figura de Tullio Ascarelli, o jurista que influenciou gerações de estudiosos e deixou uma marca indelével no Direito Comercial. Esse livro consegue espelhar, com precisão, a grandeza intelectual e moral de Ascarelli. Leitura indispensável para quem se interessa pela área comercialista e para todos os que desejam travar contato com o que há de melhor na literatura jurídica.

"Parte Geral do Código Civil: gênese, difusão e conveniência de uma ideia". Elaborado pelo professor Bernardo B. Queiroz de Moraes (USP), esse livro é também um marco. Com grande originalidade, o autor explica o sentido de uma Parte Geral do Código Civil, delineando seus aspectos mais relevantes com enorme profundidade e impressiva carga teórica. Todo estudo correto sobre o Direito Civil deve iniciar-se com esse trabalho. Indispensável, para dizer o mínimo.

Em uma época de desprezo pela boa literatura, lançamentos dessa envergadura ajudam a resgatar, também, um pouco da cultura nacional. Sinta-se toda a comunidade jurídica convidada a participar desse importante momento para o Direito brasileiro.

__________

YK Editora

Publicado em: terça-feira, 9 de outubro de 2018