Terça-feira, 21 de janeiro de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Um ou mais deles – Verbo no singular ou no plural?

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

dúvida do leitor

O leitor Diogo Casagrande envia a seguinte dúvida ao Gramatigalhas:

"Como fica a concordância verbal quando o sujeito composto é formado por um elemento no singular e outro no plural (como no seguinte exemplo: 'um ou mais deles é (são) selecionado(s) para representar a controvérsia')?"

envie sua dúvida

1) Um leitor indaga como fica a concordância, quando o sujeito composto é formado por um elemento no singular e outro no plural, como no seguinte exemplo: "Um ou mais deles é (são) selecionado(s) para representar a controvérsia".

2) Esclareça-se, de início, ao leitor, que a dificuldade do exemplo trazido por ele não reside no fato de que um núcleo do sujeito seja singular e outro, no plural, e sim na circunstância de que os dois núcleos (um e mais deles) estão unidos pela conjunção ou.

3) E, quando os núcleos do sujeito (estando ao menos um deles no singular, para que possa haver dúvida) se unem por ou, e esta conjunção não indica exclusão, de modo que o fato expresso pelo verbo pode ser atribuído a ambos, então o verbo vai para o plural (CUNHA, 1970, p. 241). Exs.: a) "Violência ou traição não o venceram"; b) "Pedro ou Paulo encontrarão uma solução para o problema".

4) É exatamente o que se dá no exemplo trazido para análise, em que, em princípio, nada impede que apenas um ou, então, mais de um venham a ser selecionados.

5) E, assim, atente-se à forma correta: "Um ou mais deles são selecionados para representar a controvérsia".

6) Apenas se remata com a observação de que, nos casos em que a conjunção ou indica exclusão obrigatória, então o verbo irá para o singular. Exs.: a) "Pedro ou Paulo casará com Maria"; b) "A União, o Estado ou o Município oferecerá ao ex-proprietário o imóvel desapropriado, pelo preço por que o foi, caso não tenha o destino, para que se desapropriou" (CC/1916, art. 1.150).

_________________

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.