Quarta-feira, 24 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Reticência

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

dúvida do leitor

O leitor André Azevedo envia à seção Gramatigalhas a seguinte dúvida:

"Como transcrever trecho de música? Emprega-se, no final da citação, reticências e aspas seguidas de ponto final; só reticências acompanhadas de aspas; ou aspas seguidas de reticências?" 

envie sua dúvida


Reticência

1) "Os três pontos seguidos (reticência) empregam-se para deixar o sentido suspenso, por ironia ou por antífrase".1

2) Nada impede a combinação das reticências com outros sinais: ..., ?... ?!... !... !?...

3) Interessante lembrete vem de Luiz Antônio Sacconi acerca dos trechos de outros autores, empregados, por exemplo, na elaboração dos arrazoados jurídicos: "Se a citação ou a transcrição não começar com a palavra inicial, colocar-se-ão reticências logo após a abertura das aspas. Da mesma forma, devem ser usadas as reticências no final, antes do fechamento das aspas, se a intenção é não terminar a referida citação ou transcrição".2

______________

1Cf. NOGUEIRA, Júlio. A Linguagem Usual e a Composição. 13. ed. Rio de Janeiro: Livraria Freitas Bastos, 1959. p. 148.

2Cf. SACCONI, Luiz Antônio. Nossa Gramática. São Paulo: Editora Moderna, 1979. p. 247.

______

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.