Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Circularização...?

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

dúvida do leitor

O leitor Pedro Francisco Alboneti envia a seguinte mensagem ao Gramatigalhas :

"Professor, tenho observado, quase que diariamente em meu escritório, que os funcionários de meus clientes, ao enviarem suas cartas com pedido de remessa de relatório de processos para a auditoria, têm usado o termo 'circularização'... em vez de 'relatório de processo para a auditoria'. Afinal de contas, o que é mesmo essa tal 'circularização' que essas empresam fazem questão de usar? Grato pela atenção."

envie sua dúvida


Circularização...?

1) Um leitor, de tanto ver repetida a palavra em correspondência enviada a sua empresa de advocacia, indaga se existe o termo circularização com o sentido de relatório de processos para auditoria.

2) Ora, por força da vetusta Lei Eduardo Ramos, de nº 726, de 8/12/1900, a autoridade para listar oficialmente os vocábulos existentes em nosso idioma está com a Academia Brasileira de Letras, e ela o faz por intermédio da edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, que é uma lista imensa de tais palavras, com ligeiras especificações de categoria gramatical, gênero e, muito raramente, de sentido ou outra observação adicional.

3) No caso da consulta, uma leitura do VOLP revela que existe o vocábulo circulação, mas não se arrola ali a palavra circularização.1

4) Como o VOLP – editado que é pela ABL, que tem a delegação legal para listar oficialmente os vocábulos de nosso léxico – não registra circularização, então só se pode concluir que ele não existe em nosso idioma, e seu emprego não está, portanto, autorizado.

________________

1Cf. Academia Brasileira de Letras. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Imprinta, 2004. p. 691.

______

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.