Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Migalaw English

por Luciana Carvalho Fonseca

Dicionários e Vocabulários Jurídicos

segunda-feira, 4 de maio de 2009


Dicionários e Vocabulários Jurídicos

Atendendo a pedidos de leitores indagando sobre referências léxico-terminográficas na área jurídica, abaixo uma lista que inclui dicionários e vocabulários1, tanto bilíngues como monolíngues.

Vale ressaltar que não se trata de uma lista crítica, mas de mera compilação de algumas das obras disponíveis no mercado em ordem alfabética. Para um estudo crítico acerca de dicionários jurídicos bilíngues português/inglês, remeto o leitor a Carvalho (2006).

Para ampliar a lista de referências, convido os leitores que fizerem uso de outras obras jurídico-terminográficas a indicar títulos que não constam da lista abaixo.

Obras monolíngues em inglês :

1) A Dictionary of Modern Legal Usage de Bryan Garner. New York : Oxford University Press, USA.

2) A Dictionary of Words and Phrases Used in Ancient and Modern Law, Vol. 1 de English. Frederick : Beard Books.

3) Black's Law Dictionary de Henry Campbell Black. St. Paul, Minn. : West Publishing.

4) Law Dictionary de Gifis, S., & Gifis, S. Hauppauge NY : Barron's Educational Series.

Obras monolíngues em português :

1) Dicionário Técnico Jurídico de Deocleciano Trrieri Guimarães. São Paulo : Rideel.

2) Vocabulário Jurídico De Plácido e Silva. Rio de Janeiro : Forense

Obras bilíngues :

1) Compacto Dicionário Jurídico inglês-português de Flávio de Castro. Rio de Janeiro : Editora Aide.

2) Dicionário de Direito Ambiental – Terminologia das leis do meio ambiente de Maria da Graça Krieger, Anna Maria Becker Maciel, João Carlos de Carvalho Rocha, Maria José Bocorny Finatto, Cleci Regina Bevilacqua. Editora da UFRGS.

3) Dicionário de Direito Economia e Contabilidade Inglês/Português Português/Inglês de Marcílio M. de Castro2.

4) Dicionário Jurídico inglês-português / português-inglês de Durval de Noronha Goyos Jr. São Paulo : Editora Observador Legal.

5) Dicionário Jurídico : inglês-português / português-inglês de Maria Chaves de Mello. Rio de Janeiro : Editora Método.

6) Vocabulário para Direito Societário Português-Inglês Inglês-Português (Mil & Um Termos) de Danilo Nogueira. São Paulo : Special Book Services Livraria Ltda.

Referências:

a) BARBOSA, M. A. (1996) Dicionário, vocabulário, glossário : concepções. In : ALVES, I. M. (org.) A Constituição da normalização terminológica no Brasil. Cadernos de Terminologia. Vol. I. São Paulo : FFLCH/CITRAT.

b) CARVALHO, L. (2006) Os dicionários jurídicos bilíngues e o tradutor – dois binômios em Direito Contratual in TradTerm 12 - Revista do Centro Interdepartamental de Tradução e Terminologia. São Paulo : FFLCH/USP. (p. 309-347)

c) HAENSCH, G. et al. (1982) La lexicografía. Madrid : Espanha.

______________________

1Não nos deteremos ao aspecto tipológico das obras (fato de receberem o nome de dicionário ora de vocabulário), pois isso implicaria um exame detalhado da terminologia pouco uniforme na questão da tipologia dos textos léxico-terminográficos. Uma das razões da falta de uniformidade é, para Haensch (1982), "(...) [el] uso arbitrario de estas denominaciones por parte de los distintos autores o casas editoriales y, hasta cierto punto, también, a modas de las distintas épocas" (Haensch, 1982 apud Barbosa, 1996). Assim, ao leitor que desejar informações acerca da tipologia dos textos lexicográficos, recomendamos o artigo "Dicionário, vocabulário, glossário: Concepções" de Barbosa (1996).

2http://sites.google.com/site/marciliotradutor/

______

Luciana Carvalho Fonseca

Luciana Carvalho Fonseca é professora doutora do Departamento de Letras Modernas (DLM) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP) e da pós-graduação em Tradução (TRADUSP). Fundadora da TradJuris - Law, Language and Culture e autora dos livros "Inglês Jurídico: Tradução e Terminologia" (2014) e "Eu não quero outra cesárea" (2016).