Domingo, 18 de novembro de 2018

ISSN 1983-392X

Auxílio-moradia

de 4/2/2018 a 10/2/2018

"Renomados juízes com apoio de suas Associações tem justificado publicamente o pagamento de auxílio-moradia para aqueles que residem em imóveis próprios, ou seja, entendem legítimo pagamento de verba pública cuja origem não guarda com os pressupostos exigíveis para recebê-la. Esse ato voluntário tem nome e sobrenome e se chama simulação. Piora a conduta de Suas Excelências ao defender que o pagamento seria legítimo por defasagem econômica pretérita sendo certo que essa classe é remunerada regiamente como fato notório. Triste exemplo!"

José Diogo Bastos Neto - 5/2/2018

"Finalmente surgiu algo tão imoral quanto o bônus de eficiência dos auditores-fiscais da Receita Federal e de outros apaniguados: o auxílio-moradia dos magistrados. Ambos foram concebidos com vistas a enganar os inativos. Na RFB, auditores e analistas aposentados recebem uma fatia da imoralidade. Na Justiça Federal, nem isso."

Abílio Neto - 5/2/2018

Comente