Domingo, 18 de novembro de 2018

ISSN 1983-392X

Artigo - A Justiça humilhada

de 4/2/2018 a 10/2/2018

"Ainda há tempo de pararmos com o pensamento terceiro-mundista de que autoridades que cometem crimes não podem ser tratadas como tal (Migalhas nº 4.290 - 5/2/18 - "A Justiça humilhada" - clique aqui). Sérgio Cabral cometeu crimes da mesma gravidade de um homicídio, acreditar que desviar recursos não mata é sinal de mediocridade. Mata e muito. Ele não é o primeiro e não será o último mas o tratamento tem que ser severo e a punição gravíssima. É de bom tom lembrar que não existe dinheiro público, o dinheiro é nosso. A única humilhação existente é a dos cariocas. Vivemos uma crise institucional extrema e os membros da Justiça, com seus altos salários e honorários, não tem ajudado ao se posicionar do lado de mequetrefes."

Claudio Annunziato - 5/2/2018

"A Justiça só resta humilhada quando poderosos sofrem humilhação (Migalhas nº 4.290 - 5/2/18 - "A Justiça humilhada" - clique aqui)? Não se percebe tanta indignação em face do tratamento humilhante dispensado com grande frequência a presos pobres e menos ilustres."

Raquel Otranto - 5/2/2018

"Achei exagerado e humilhante o modo que Sérgio Cabral foi conduzido (Migalhas nº 4.290 - 5/2/18 - "A Justiça humilhada" - clique aqui). Externando a minha opinião quase apanhei de várias pessoas pois tudo o que ele fez no Rio de Janeiro e prejudicou muita gente. O povo não quer Justiça e sim vingança. A dignidade é o princípio basilar da CF/88 e deve estar presente em qualquer situação."

Fátima Siqueira de Sene Oliveira - 6/2/2018

Comente