Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Liberdade a Temer

de 12/5/2019 a 18/5/2019

"Mais uma vez o Judiciário demonstrando que a Justiça é para quem tem dinheiro, para os apadrinhados e para aqueles que tem o poder (Migalhas quentes – 14/5/19). STJ e STF são balcões de negociatas e lugar de gente com o rabo preso. Impunidade impera no país do Judiciário dos barões, marajás, corruptos e aqueles que podem comprar juízes, desembargadores ou ministros."

Juliano Claudino - 14/5/2019

"Sim, juiz de fato não é herói (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Mas aí a tolerarmos os excessos de um garantismo tóxico vão outros quinhentos. Editorial do Estadão nos conta mais uma do ministro Marco Aurélio de Mello do STF, que permitiu que bicheiro carioca condenado a décadas de prisão fosse em tese fazer tratamento médico em Portugal. Aí já é um escárnio com a população carioca subjugada por estes criminosos. Juiz herói,  justiceiro não. Mas também não queremos ver juízes heróis do garantismo tóxico."

Luiz Augusto Módolo de Paula - 15/5/2019

"Percebe-se claramente que um excelentíssimo estava com um 'juiz na cabeça' (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Ciúme ou inveja mesmo? Vamos aguardar a próxima manifestação."

Aldo Franklin - 15/5/2019

"Não sou operador do Direito, mas leio as 'migalhas' diariamente e com grande interesse (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Em algumas notas da redação, fico com a impressão de que até antes de políticos, empresários e outros poderosos de nossa República serem presos ou condenados, o Judiciário nunca errou ou cometeu abusos. É isso mesmo?"

Samuel Vieira Anselmo - 15/5/2019

"Vocês não são cidadãos comuns, na gritaria das ruas todos sabem quem são ladrões (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Os desembargadores têm que sair dos quadros da primeira e segunda instâncias, pois só assim aplicarão a lei aos ladrões do Brasil."

Luiz Fernandes de Oliveira - 15/5/2019

"Uma pena, que não estendam esse entendimento aos milhares de pobres (os ppp1s) que se encontram presos provisoriamente (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto)!"

Júlio Candal Rodrigues - 15/5/2019

"As sábias palavras do ministro não merecem placa alguma, nem de bronze nem de ouro, e se precisam chegar a certo destinatário, este é específico e encontra-se em determinada vara do estado do RJ (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). O redator de Migalhas está tremendamente equivocado (como amiúde ocorre) em sua premissa, pois o heroísmo de muitos juízes como eu está em trabalhar nas condições que nos são impostas (no meu caso, são sete mil feitos e mil audiências por ano, que exigem trabalho em casa, nos finais de semana e durante as férias, etc.), além da ausência de qualquer segurança pessoal ou para a família (diversos advogados já me informaram que meu nome é muito conhecido nos presídios paulistas). Isso sim é ser heroico, não possuir dezenas de assessores (todos muito qualificados, posto serem magistrados) para elaborar os 'votos'. Lição de moral é para quem tem moral para ensinar."

José Fernando Azevedo Minhoto - 15/5/2019

"Como sempre Migalhas se mostra compromissado com o mundo jurídico e jornalístico, cobrindo imparcialmente fatos ocorridos e criticando tecnicamente sempre que necessário (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Seria o caso de questionar o ministro Nefi Cordeiro se o rol de sua sábia frase é taxativo. Ao que parece se apoia na atuação de juízes como agentes econômicos e políticos do país. Ora, as decisões não falam por si só? Deixam margem a dúvidas de que se caminha para um futuro promissor ou os próprios ministros desconfiam de suas decisões a ponto de necessitar explicá-las aos estrangeiros?"

Guilherme Tirado Leite - 15/5/2019

"Todo o meu apoio (inclusive financeiro, se for o caso) para a confecção das profiláticas e educadoras placas com os dizeres da histórica (infelizmente temos que classifica-la assim, nestes dias) sentença do ministro Nefi Cordeiro (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Frase de placa)."

Wesley Alves Machado - 15/5/2019

"Não concordo com a placa não (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Frase de placa)."

Fernando Hannel - 15/5/2019

"'(...) este nosso poderoso rotativo já se adianta e informa que, caso haja concordância, irá cunhar, às expensas próprias, a placa a ser fixada no Ministério da Justiça' (Migalhas 4.602 – 15/5/19 – Temer solto). Inspirada pela pertinente manifestação do eminente ministro Nefi Cordeiro, a ideia de 'equipar' o MJ com o ensinamento gravado no metal é uma das mais sensatas sugestões surgidas nos últimos tempos. Se precisar de braço para apertar os parafusos... Saudações!"

Paulo César Pinto da Silva - 15/5/2019

Comente