Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

PE - Divórcio unilateral

de 19/5/2019 a 25/5/2019

"Uma coisa é a pessoa de fato exercer seu direito a se divorciar (Migalhas 4.606 – 21/5/19 – Divórcio unilateral). Outra é se divorciar, em cartório, sem sequer avisar a outra parte. Marido ou esposa saem de casa casados e voltam de noite divorciados, sem ao menos saber, sem contraditório e defesa. E nós criticamos tanto aquelas disposições da lei islâmica que permitem divórcios unilaterais (exercidos pelo marido). Espero que a medida, ainda por cima ilegal, seja logo derrubada por quem de direito."

Luiz Augusto Módolo de Paula - 21/5/2019

"Na minha opinião absurdo tal procedimento (Migalhas 4.606 – 21/5/19 – Divórcio unilateral). Imagina o casamento impositivo?"

Lucas Alves do Valle - 21/5/2019

"Em complemento, há que se ponderar o seguinte, para sepultar de vez o absurdo: já que precisamos de duas pessoas para casar serão preciso duas pessoas para divorciar, sempre, nem que a vontade da pessoa tenha que ser substituída pelo magistrado (em divórcio litigioso). Não pode a pessoa casar bilateralmente e se divorciar unilateralmente."

Luiz Augusto Módolo de Paula - 23/5/2019

"Alguém se engana ao dizer que no divórcio unilateral implantado em Pernambuco a outra parte não é notificada. Tem um prazo de cinco dias para se pronunciar. Não sei por que os advogados querem tudo amarrado à Justiça. Ou melhor, sei".

Abílio Neto - 23/5/2019

"O divórcio unilateral em cartório não dispensa uma orientação jurídica antes da tomada de decisão (Migalhas 4.606 – 21/5/19 – Divórcio unilateral). Sem dúvida facilita a vida de quem realmente deseja obter o divórcio de forma célere sem necessidade de comprovar tempo de separação e mais importante sem discussão sobre culpa."

Wanda Marisa Gomes Siqueira - 24/5/2019

"Os provimentos sobre o divórcio unilateral, que se estão alastrando pelo país, não tipificariam, à primeira vista, uma 'anomia'?"

José Roberto Cersósimo - 24/5/2019

Comente