Terça-feira, 22 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

"Moro chegou ao Ministério da Justiça pensando que teria os poderes de Dario, o rei da Pérsia, mas já levou alguns tombos. Desde março que eu desconfiava que o Coaf não ficaria com o ex-juiz por causa de uma nomeação 'maluca' (se é que me entendem) que ele fez para o conselho. Isso de imediato acendeu o fogo dos eunucos da esquerda e do Centrão. O resultado está aí: o Coaf de marcha à ré (como se escreve em Portugal) para a Fazenda, digo Economia, e Moro com cara de 'sinhá, cadê o frade'?"

Abílio Neto - 29/5/2019

Comente