Segunda-feira, 20 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Pesquisa

Horas de folga nem sempre significam descanso para a maioria dos executivos

O período de férias e o pós-expediente são os melhores momentos para se desligar do trabalho. Porém, uma pesquisa da Robert Half aponta que, habitualmente, seis em cada 10 diretores de RH do Brasil acessam e-mails profissionais, diariamente, quando estão fora do horário oficial de trabalho. Esse hábito revela um conflito com as práticas organizacionais – de acordo com a mesma pesquisa, mais de 40% dos executivos afirmam que suas empresas solicitam hora extra apenas em momentos de picos de demanda de trabalho.

Para Fábio Saad, gerente sênior da Robert Half, o resultado pode ser um alerta para a necessidade de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, visando o aumento da eficiência no trabalho e a redução do estresse na vida pessoal.
O ideal é que o colaborador se organize para que o tempo no escritório seja o mais produtivo possível e, caso haja necessidade de verificar e-mails profissionais em casa, por exemplo, que seja designado um tempo específico para isso.

Frequência com que os diretores de RH acessam e-mails profissionais em momentos de lazer:


60% - todos os dias
17% - até duas vezes por semana
13% - raramente
7% - apenas durante picos de demanda
2% - nunca
1% - até duas vezes por mês

Frequência com que os gestores solicitam hora extra de seus colaboradores:

42% - apenas durante picos de demanda
22% - até duas vezes por semana
19% - raramente
9% - todos os dias
4% - até duas vezes por mês
4% - nunca

____________________