Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Porandubas Políticas

por Gaudêncio Torquato

Porandubas nº 122

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

SUCESSÃO NO SENADO

O senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) lidera a corrida para suceder Renan Calheiros na presidência do Senado. Entre os senadores do PMDB, leva a vantagem de dialogar bem com a oposição. Foi duro com o Executivo por ocasião da CPI dos Bingos, mas a ponte com o Planalto foi restabelecida. O segundo nome é o do senador José Maranhão (PMDB-PB), mas a este o que interessa mesmo é tirar o cargo do governador tucano, Cássio Cunha Lima. O processo está chegando ao plenário do Tribunal Superior Eleitoral. Comenta-se, porém, que Cássio contornou muitos obstáculos nas últimas semanas.

RENAN QUER GARANTIAS

O presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros, quer garantias para renunciar à presidência. Pediu nova licença da presidência. Até o final de dezembro, estará afastado. A CPMF será votada sob o comando de Tião Viana. Que, evidentemente, está gostando de presidir a Câmara Alta.

GOLPE, QUE GOLPE ?

No início desta semana, o fuxico tomou conta do Senado. Arthur Virgílio, o líder tucano, chamou alguns senadores e, a boca pequena, disse que um complô, um golpe, estava sendo armado para colocar na presidência o senador maranhense, Edson Lobão, cristão novo no PMDB. Ele foi levado pelo senador José Sarney para uma conversa com o presidente Lula. Tucanos e Democratas não aceitariam de jeito nenhum Lobão no comando da Casa. Foi um rebuliço. Depois, se soube que o espaço desejado por Sarney-Lobão é outro, não a presidência do Senado. A conferir.

MINISTRO ASSINA NORMA SOBRE TRABALHO TEMPORÁRIO

O Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, assinou ontem, às 20h30, a Instrução Normativa que dispõe sobre a prorrogação do Trabalho Temporário por três meses. Como se sabe, a Norma sobre a matéria havia sido extinta por um engano burocrático. O Secretário de Relações do Trabalho, Luiz Antonio de Medeiros, assinará hoje uma Norma Complementar e ambas as instruções deverão ser publicadas amanhã, sexta-feira, no Diário Oficial da União. O setor de Serviços aplaude a iniciativa do Ministro.

O NOME DO POÇO GIGANTE

Um doce para quem adivinhar o nome a ser dado ao poço gigante, por enquanto apelidado de Tupi. Como o diretor de prospecção da Petrobras anunciou, o nome a ser dado deve sair da fauna marinha. Há diversos nomes de peixes na bacia de Santos. Alguém cochichou um nome. Que foi muito aplaudido. Mas o próprio teme as críticas. Não gosta muito de ser confundido com aquele tira-gosto crocante de restaurante de peixes. Arre, Lula.

E A SELEÇÃO, HEIN ?

A seleção brasileira joga razoável quando ataca. Na defesa, passa insegurança. Dunga, o forte, começa a ganhar imagem de fraco. Hoje, quinta-feira, os leitores poderão massacrar ou aprovar esta nota.

O CUSTO DO LEGISLATIVO

O Congresso Nacional chegará, ao final deste ano, ao custo de R$ 6 bilhões. A democracia custa caro.

TUCANOS E A CPMF

Os governadores tucanos querem a aprovação da CPMF. Alguns senadores e deputados, idem. Mas a maior parcela dos parlamentares é contrária. Entre mortos e feridos, o governo vai se salvar. Afinal, são R$ 40 bilhões no jogo. A conferir.

VENEZUELA NO MERCOSUL

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou o ingresso da Venezuela no Mercosul. A decisão irá ainda a plenário. No próximo ano, os senadores tomarão a decisão final. A tendência, hoje, aponta um voto contrário mais forte. Mas o aríete do governo poderá quebrar resistências.

TASSO DARÁ ADEUS

Dizem que Tasso Jereissatti está de estômago cheio da política. A indigestão o tirará dos páreos. Voltaria a supervisionar os muitos negócios da família. Duas filhas tomam conta do império. O PSDB do Ceará está morrendo, se já não morreu. Mas a política é uma cachaça. Tasso pode simplesmente blefar. E voltar com força daqui a pouco. Nem mesmo se sabe se a notícia do afastamento da política é verdadeira.

OAB/SP MOBILIZADA

A Seccional Paulista reúne, a partir de hoje, os presidentes das Subsecções para o Encontro Anual, desta feita, no Guarujá. Será um evento importante para debate de importantes temas da atualidade política e de interesse corporativo. Espera-se participação massiva de advogadas e advogados.

APURAÇÃO NO AR

A ANAC promete, todos os dias, apuração para os desleixos das companhias de aviação. Ficamos apenas nas promessas. A palavra da ANAC, na esteira da expressão recorrente do ministro Nelson Jobim, é etérea como nuvens ligeiras no espaço.

FARRA NO RN

O governo do RN gastou mais de um milhão de reais para a festa de inauguração de uma ponte. A festa durou alguns dias. Show de cantores, farra e algazarra. Enquanto isso, os hospitais do Estado estão na UTI das carências e deficiências. E a segurança dos cidadãos virou um caso de polícia. Assaltos se multiplicam. As denúncias chegam aos borbotões.

CRISE AÉREA

A crise aérea continua a castigar alguns setores turísticos. Não há dia para terminar. O final de ano vem aí. E o Brasil continuará a comemorar a grandeza que se distingue nos horizontes do futuro. Haja poço de petróleo. Enquanto isso, caem na bolsa as ações da Petrobras. Por má gestão.

QUEM QUER IR À BAHIA

Atenção, médicas e médicos brasileiros. A Bahia quer vê-los em seus hospitais. Por favor, atendam a urgência da Secretaria de Saúde do governo do Estado. Mandem suas propostas. E o curriculum vitae.

IMPOSTO SINDICAL

O imposto sindical não será extinto. A fórmula negociada prevê um prazo para a transição entre a extinção e outras formas de financiamento dos sindicatos. Os senadores quebram a cabeça.

REFORMA POLÍTICA EM 2008 ?

Notícia nova que é velha : a reforma política vem aí. Com três pontos : fidelidade partidária, financiamento público de campanha e voto em lista fechada. No momento em que for apresentada, já estará desfigurada. A conferir.

TUCANOS EM CONGRESSO

O Congresso tucano, a se realizar este fim de semana, em Brasília, apresentará uma Proposta para a Nação Brasileira. O documento é um diagnóstico. Não é muito propositivo. O PSDB deixou de viver o espírito do tempo e de respirar o cheiro das ruas. Gosta mesmo é de ar-condicionado.

SERRA E AÉCIO

Essa promessa de união eterna entre José Serra e Aécio Neves, que Fernando Henrique, Tasso Jereissatti e Sérgio Guerra – novo presidente – tanto prometem é balela. Pode até ser que se unam em 2010. Mas não existe na política brasileira compromisso de longo prazo. O casamento é por conveniência e não resiste a piscadelas de parceiras e parceiros interessados em aumentar o dote.

SARKOZY E A HORA MARCADA

O presidente Nicolas Sarkozy é um cabra de coragem. Enfrenta a onda de greves na França e não dá mostras que vai recuar. Analistas de peso, porém, dizem que chegará a hora da negociação. O forte cobertor social francês não será rompido pela mão do presidente, por mais força que detenha. Por enquanto, Sarkozy tem a opinião pública do seu lado. Até quando ? Vamos acompanhar esta queda de braço.

CONSELHO AO MINISTRO TEMPORÃO

Esta Coluna dedica sua última nota a pequenos conselhos aos políticos e governantes. Na semana passada, o espaço foi dedicado ao ministro da Cultura, Gilberto Gil. Hoje, volta sua atenção ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão:

1. Corra ao Nordeste e faça uma blitz nos hospitais.

2. Tire a saúde da UTI, use sua força e poder de persuasão.

3. Implante um mutirão da saúde.

4. Onde está o PAC da saúde ? Empacado ?

____________

Porandubas Políticas
Gaudêncio Torquato

Gaudêncio Torquato (gt@gtmarketing.com.br) é jornalista, consultor de marketing institucional e político, consultor de comunicação organizacional, doutor, livre-docente e professor titular da Universidade de São Paulo e diretor-presidente da GT Marketing e Comunicação.