Segunda-feira, 24 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

Porandubas Políticas

por Gaudêncio Torquato

Porandubas nº 148

quarta-feira, 18 de junho de 2008

ESCAPADINHA

Legislação permissiva é uma vergonha. Escudado na lei, o prefeito de Juiz de Fora deu o "fora", renunciando ao mandato, depois de ter sido flagrado contando uma montanha de dinheiro. O flagrante escancarou a corrupção. E o que alega o prefeito ? Renunciou para se dedicar, com mais afinco, à defesa. Com a renúncia, ele perde o mandato, mas conserva a posição de elegibilidade. E assim a política continua "limpa" como se vê em Juiz de Fora. Só temos de aguardar a decisão do "juiz" para saber até quando o prefeito Alberto Bejani (PTB) permanecerá efetivamente "de fora" da política.

FICHA SUJA

Já o ministro Carlos Ayres Britto, que pretendia deixar de fora do pleito os candidatos com ficha suja, anuncia que os perfis borrados serão anunciados aos eleitores. Se candidatos sujos sem sentença final condenatória podem se candidatar, pelo menos a sua ficha nos corredores da Justiça deverá ser exibida. Poderemos, assim, escolher melhor, separando o joio do trigo, gatos de lebres, cordeiros de lobos. Uma coisa é certa : mesmo com a exibição pública dos nomes sujos, muitos deles continuarão a figurar na paisagem política.

FORMAÇÃO DA BAGUNÇA

Essa é boa : o governo Lula gastará boa grana para formar militantes de movimentos sociais. O intuito é inseri-los nos Conselhos Setoriais da Administração Federal. A idéia de descentralizar e "des-elitizar" a administração desses Conselhos parece boa. Merece aplauso a iniciativa de lutar pela inserção da base social no processo decisório do país. É claro que essa estratégia deve obedecer a critérios racionais, apolíticos, suprapartidários. O que, evidentemente, não ocorrerá. Os militantes serão escolhidos de acordo com a cor partidária e, quanto mais bagunceiros, mais condições terão. A conferir.

JANDIRA E ALDO

Jandira Feghali (PC do B) quer o apoio do PT à sua candidatura para a prefeitura do Rio de Janeiro. Marta Suplicy (PT) quer o apoio de Aldo Rebelo (PC do B) à sua candidatura à prefeitura paulistana. O patrocinador dessa troca de apoios é Lula. Entraves : o PT do Rio de Janeiro não quer abrir mão do candidato petista Alessandro Molon; Aldo Rebelo também não quer abrir mão de sua candidatura à prefeitura de São Paulo. Quem é dono da flauta, dá o tom. Logo, Lulinha Dono da Flauta comandará a orquestra. Marta terá o apoio do PC do B, levando, ainda, o endosso do PSB e do PDT. Com isso, aumenta o tempo de TV. A conferir.

GERALDO KASSAB

Ao chamar o prefeito Gilberto Kassab de Geraldo Kassab, o vice-governador Alberto Goldman ultrapassou a fronteira da dislexia e entrou na seara da psicologia. Queria fazer de Geraldo sinônimo de Gilberto. No dia anterior, conversara muito com Alckmin. O nome do tucano estava pertinho na boca. Kassab sabe que, no fundo, o tucanato maior está do seu lado. Vai ser difícil Geraldo, o acupunturista, segurar o índice de intenção de votos que hoje detém. Razões : falta de discurso, falta de estrutura e perfil morno. A conferir.

LOGOMARCA AMBULANTE

Há pessoas que mais parecem logotipos, ou seja, conceitos estéticos. Ou logomarcas, mistura de semântica com estética. Lula é uma logomarca. Cara bem definida, jeito próprio, discurso inconfundível, a partir da voz rouquenha. Mas não há logomarca mais forte no país do que a figura careca-exuberante, com olhos de ET, de Esperidião Amin, ex-governador de Santa Catarina. Pois bem, torcedores de políticos assemelhados a logomarca, o homem se prepara para mais uma batalha : a prefeitura de Florianópolis. Será o candidato do PP, o partido de Maluf, contra o atual prefeito, Dário Berger, do PMDB. Sob o aspecto visual, vou logo ao resultado : mil a zero para o careca.

INTELECTUAIS COM A MÃE DO PAC

O presidente Lula é mesmo arrojado. Foi, agora, ao encontro de um grupo de intelectuais petistas. Motivo central: apresentar dona Dilma Rousseff, mãe do PAC e ministra-chefe da Casa Civil do Governo. Lula disse com todas as letras que ali estava uma eventual candidata à presidência. Pelo que se leu nos jornais, os intelectuais apenas ouviram. De Lula, explicações sobre o governo. De Dilma, não se soube o que disse. Os intelectuais – parece – saíram satisfeitos. Deve ser a quarta ou a quinta reunião que Lula faz com os seus (dele) intelectuais. Que, como se sabe, deleitam-se com as falas presidenciais.

SONINHA DA BICICLETA

Soninha, a vereadora paulistana, foi de bicicleta à Convenção do PPS. É candidata do partido à prefeitura de São Paulo. Nada melhor do que uma candidatura majoritária. Ou seja, Soninha, amiga do governador José Serra, levará trunfos, mesmo perdendo a campanha. Terá visibilidade pesada por 45 dias. Abrirá bons espaços na mídia. E, claro, essa sobra de imagem lhe ajudará na abertura dos espaços do futuro.

NUNCA MATE O TEMPO

Sêneca ensinava : "Não é curto o tempo, mas dele muito perdemos. A vida é suficientemente longa e com generosidade nos foi dada para a realização das maiores coisas, se a empregamos bem. Mas quando ela se esvai no luxo e na indiferença, quando não a empregamos em nada de bom, então, finalmente, constrangidos pela fatalidade, sentimos que ela já passou por nós sem que tivéssemos percebido". Saibamos, pois, administrar o tempo. O tempo não se mata. Quem mata tempo é suicida, alerta o grande Millôr. E o dramaturgo inglês, H. D. Thoreau, arremata : "como se fosse possível matar o tempo sem ferir a eternidade".

MUDANÇA DE ATITUDE

Dunga, o técnico da seleção brasileira, promete que a seleção mudará de atitude, no jogo desta noite, contra os argentinos. Se a seleção não seguir sua instrução, o técnico deverá, ele mesmo, mudar de atitude, ou seja, pegar o chapéu e ir pra casa. Dunga é um jogador de retranca. Está preso na quadratura de seu campo.

EXPORTAÇÃO DO MST

O MST se prepara para invadir os campos da África. É isso que faz a intenção da CNBB, a Conferência dos Bispos do Brasil. A entidade anuncia publicamente sua idéia de lutar para levar os bravos militantes para o território africano. Lá deverão arrebanhar e ensinar novos guerrilheiros nas técnicas de invasão e devastação das terras secas africanas. E assim, o Brasil exporta conhecimentos em mais uma área do empreendedorismo social. Risível.

MAIS DINHEIRO NA BOLSA

Lula sabe o que faz. Prepara-se para irrigar o imenso espaço do Bolsa Família com uma injeção de R$ 500 milhões. A grana alentará as mesadas. Mais dinheiro, mais afagos, mais votos, mais aplausos. A cama é gigantesca e os travesseiros nunca foram tão confortáveis. Quem perderá a campanha eleitoral : a oposição ou a situação ? Um sorvete de graviola para quem responder errado.

AS PRIMEIRAS SOMBRAS

Pois é, mesmo com a grana solta e densa, as primeiras sombras se projetam sobre o Palácio do Planalto e a Esplanada dos Ministérios. A inflação ronda os desvãos da República. O ministro Guido promete "amanteigar" a fazenda, evitando o pior. Promete que o dragão exibirá, em 2009, apenas 4,5% de corrosão. Henrique Meirelles, do Banco Central, promete cutucar a onça inflacionária com vara curta. Mas se a danada aparecer nas proximidades dos dois dígitos, o final do segundo mandato de Lula não será tão festivo.

100 MIL ONGAMAZÔNICAS

Não se assuste, o dado é esse mesmo. Há 100 mil ONGs atuando na região amazônica, das quais nem 4 mil estão sob controle. O que fazem ? Ninguém sabe. Quem as financia ? Poucos sabem. Para onde vai a grana ? Quem é que sabe ? Mas os minérios estão todos indicados nas imensas plagas amazônicas, muitos sob a proteção (?) das reservas. Proteção tem P de Pirataria, R de roubo, O de Otário, T de Truculência, E de Evasão, Ç (sim, lá também tem aÇaí), A de Amazônia (claro) e outro O de Ouro, muito ouro. Sabem, agora, para que serve a montanha onguista na região ? Um sorvete de cupuaçu para quem errar a resposta.

EMOÇÕES RADICAIS

A emoção é necessária, sem ela não se consegue viver. Mas as emoções violentas precisam ser controladas. Como ensina o cardeal Mazarino, em seu Breviário dos Políticos : "Evita te exaltares muito rapidamente com alguém porque em muitos casos te darás conta de que te confundiste através de relatos falsos. Mas se nesse entretempo tu te deixaste levar pela cólera, os erros recairão sobre ti".

LIÇÃOZINHA MALANDRA

Encurrale o adversário de encontro a lugares desconfortáveis e faça o possível para mantê-lo de costas para obstáculos incômodos. A lição é de Miyamoto Musashi, autor de Um Livro de Cinco Anéis.

CONSELHO AOS CANDIDATOS

Esta Coluna dedica sua última nota a pequenos conselhos aos políticos, governantes e líderes nacionais. Na edição passada, o espaço foi destinado aos juízes eleitorais. Hoje, volta sua atenção para os candidatos ao pleito municipal de outubro :

1) Cuidado, muito cuidado com as contas da campanha.

2) Vida limpa e passado decente é um passaporte seguro para chegar à urna.

3) Coloque a verdade no meio de seu discurso.

_________________

Porandubas Políticas
Gaudêncio Torquato

Gaudêncio Torquato (gt@gtmarketing.com.br) é jornalista, consultor de marketing institucional e político, consultor de comunicação organizacional, doutor, livre-docente e professor titular da Universidade de São Paulo e diretor-presidente da GT Marketing e Comunicação.