Sábado, 7 de dezembro de 2019

ISSN 1983-392X

Acordo entre Brasil, Turquia e Irã reflete posições antagônicas do atual cenário geopolítico

O acordo entre Brasil, Turquia e Irã tem refletido as aposições antagônicas do atual cenário geopolítico. Em geral, alguns estão com um pé atrás, e outros ressentidos por não terem sido os protagonistas. Sem análises muito profundas, é óbvio que há - por parte do mundo - uma desconfiança internacional, e – por parte de Lula - uma expectativa de lucro eleitoral. Mas vamos direito ao que dizem os jornais pelo mundo.

terça-feira, 18 de maio de 2010


Tema controverso

O acordo entre Brasil, Turquia e Irã tem refletido as posições antagônicas do atual cenário geopolítico. Em geral, alguns estão com um pé atrás, e outros ressentidos por não terem sido os protagonistas. Sem análises muito profundas, é óbvio que há - por parte do mundo - uma desconfiança internacional, e – por parte de Lula - uma expectativa de lucro eleitoral. Mas vamos direito ao que dizem os jornais pelo mundo.

1 - Na semana passada, antes do acordo, o jornal The New York Times dizia que "funcionários do governo expressaram preocupações de que o esforço poderia ter efeito contrário". Para os nova-iorquinos, "como um país em desenvolvimento que defendeu suas próprias aspirações nucleares contra as pressões internacionais, o Brasil se identifica fortemente com o Irã".

2 - Feito o acordo, o YahooNews enfatizou Lula como o responsável, mencionando frase de um líder iraniano: "os EUA estão irritados com a proximidade de países independentes como o Irã e o Brasil... É por isso que eles falaram tanto antes da viagem de Lula para o país".

3 - A agência de notícias AFP afirmou que oficiais israelenses acusaram o Irã de estar manipulando o Brasil e a Turquia para evitar as sanções.

4 - De acordo com a Reuters, os líderes de governo de vários países se surpreenderam com o acordo. Os ingleses consideram que "pode ser apenas uma tática de atraso" do Irã. Para a França, o acordo não resolve as preocupações fundamentais. O presidente russo expressou preocupações semelhantes. Os EUA são ainda mais céticos.

5 - Já os jornais latino-americanos viram o acordo como um grande avanço para a diplomacia. No argentino El Clarín encontramos a seguinte manchete : "Brasil e Turquia gerenciam acordo com Irã e conseguem uma vitória para a diplomacia".

O tema foi capa de muitos jornais do mundo ainda hoje. Veja abaixo alguns exemplos :





Gulf News – Para o jornal dos Emirad
os Árabes, a notícia do acordo não foi capaz de tranquilizar os ocidentais, que ainda se preocupam com o programa nuclear iraniano.














(
Clique aqui para ampliar a imagem)









Today Zaman - Segundo o jornal turco, no acordo a ambiguidade prevalece. A Turquia, o Brasil e o Irã querem "negociações diplomáticas" ao invés das sanções, e os EUA e seus aliados se preocupam com as consequências do acordo.













(
Clique aqui para
ampilar a imagem)









El País – Já no espanhol El País, o acordo foi assinado com o objetivo claro de evitar as sanções e os EUA e seus aliados o rejeitam.
















(
Clique aqui para ampliar a imagem)










O
Estado de S. Paulo - O jornal também enfatiza a indiferença norte-americana em relação ao acordo, e que as sanções devem continuar.














(
Clique aqui para ampliar a imagem)












The New York Times - Na capa do jornal,
EUA estão céticos sobre o acordo iraniano para combustível nuclear e o fim das sanções não será fácil.













(Clique aqui para ampliar a imagem)






Los Angeles Times - Para o LA Times, o a
cordo iraniano não interfere nas metas americanas e não deve trazer muitas mudanças relevantes em relação ao comportamento das comunidades internacionais.


















(Clique aqui para ampliar a imagem)







The Wall Street Journal -
Acordo nuclear iraniano aumenta temores no Oeste, segundo o jornal americano, a negociação pode trazer "novos obstáculos aos esforços dos EUA em punir o programa nuclear iraniano.

















(Clique aqui para ampliar a imagem)










Buenos Aires Herald - I
rã envia urânio para Turquia no acordo nuclear. Ainda segundo o jornal argentino, as negociações não atrapalharão o curso das sanções.















(Clique aqui para ampliar a imagem)








Der Standard – De acordo com o jornal austríaco,
há ceticismo no acordo do Irã por parte das comunidades internacionais.















(Clique aqui para ampliar a imagem)





La Nacion - O jornal argentino mostra claramente quão polêmico o tema é. Já na manchete, o jornal argentino diz: Lula e Irã, acordo, controvérsia e dúvidas.












(Clique aqui para ampliar a imagem)








Hoy - O jornal latino-americano foi um dos muitos que colocaram Lula como o maior responsável pelo acordo. Segundo o jornal, "Lula facilitou o acordo para o enriquecimento de urânio no Irã."












(Clique aqui para ampliar a imagem)










Público - Segundo o jornal português, com o acordo Brasil e a Turquia "enterram" os planos de sanções contra o Irã.











(Clique aqui para ampliar a imagem)







Folha de S. Paulo - O acordo não convence as grandes potências mundiais.














(Clique aqui para ampliar)

__________________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes