Domingo, 20 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Assembleia de SP terá seu acervo histórico disponível na internet

Em breve, a história do Estado de São Paulo, na forma de milhares de documentos e fotos digitalizados, estará disponível para consulta no Portal da Assembleia Legislativa, na página do Acervo Histórico.

sábado, 14 de agosto de 2010


WWW

Assembleia de SP terá seu acervo histórico disponível na internet

Em breve, a história do Estado de São Paulo, na forma de milhares de documentos e fotos digitalizados, estará disponível para consulta no Portal da Assembleia Legislativa (clique aqui), na página do Acervo Histórico.

A Divisão de Acervo Histórico, criada em 1996, com a aprovação da Resolução 776, que criou uma nova estrutura administrativa na Assembleia, nasceu para organizar a documentação de valor histórico constituída por documentos, fotos, mapas, desenhos, correspondências e tudo o que represente a história do Poder Legislativo paulista e, consequentemente, a história do próprio Estado.

Os documentos podem, atualmente, ser consultados por especialistas na própria divisão onde estão arquivados, em prédio anexo ao Palácio 9 de Julho. Mas a inclusão da totalidade do acervo no portal vai permitir a consulta por qualquer pessoa interessada na história de São Paulo, com maior ou menor profundidade, em aspectos como a expansão da malha ferroviária e rodoviária, construção de obras públicas, urbanização etc.

"Esse universo de documentos permite repensar a história do aparelho estatal e das relações sociais em São Paulo", diz Carlos Ungaretti Dias, diretor da Divisão de Acervo Histórico. Graças ao enorme período coberto pelo material catalogado, do Império aos dias atuais, é possível constatar as modificações que foram ocorrendo no processo legislativo: os discursos do presidente da Província de São Paulo, que indicavam as prioridades administrativas da época e iriam resultar em projetos de lei elaborados pelos deputados e senadores da República Velha, a forma de funcionamento das casas legislativas, o papel das igrejas como centros públicos importantes, e o crescimento da atividade econômica e o processo de aglomeração urbana.

Digitalização

O processo de digitalização começou em 1999 graças a uma parceria com a Fundação Fapesp e gerou 43 mil arquivos, equivalentes a 350 mil páginas eletrônicas que reproduzem documentos desde o período do Império.

O material será útil também para estudantes e professores de toda a região do Estado para consultar dados sobre sua história local e, em alguns casos, traçar um panorama de seu município desde sua fundação. Os documentos estão classificados e poderão ser copiados, já que os arquivos têm formato PDF.

Segundo Carlos Dias, a tecnologia para preservar informações históricas tornou-se, desde 1999, melhor, mais simples e mais barata, o que permite que os Poderes Públicos digitalizem seus acervos de documentos e publiquem na web o que é de interesse geral. Trata-se de um processo que favorece a aproximação do cidadão com o Estado e resgata a memória paulista.

Ajudando a resgatar a história

São Luís do Paraitinga, município paulista assolado, em 1º de janeiro de 2010, por uma grande enchente que destruiu seu centro histórico, tem a colaboração do acervo da Assembleia para auxiliar em sua reconstrução: o Acervo Histórico reuniu documentos que podem ajudar na reconstrução do centro histórico, que foram encaminhados no final de março para a prefeitura da cidade. Também foram enviadas cópias dessa documentação para o Condephaat e Iphan, que são os dois órgãos que também estão empenhados na restauração dos edifícios do centro histórico. Boa parte do material é composta por manuscritos, que foram digitalizados pela equipe técnica do acervo. São 1.742 páginas que contêm informações sobre edifícios públicos e configuração urbana.

________________
_____________

Fonte : ALESP

_________________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes