Sábado, 23 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Lula envia avião para Gutiérrez

O Brasil foi alvo de protestos no Equador por ter decidi

sexta-feira, 22 de abril de 2005

Protestos

Mesmo com protestos, Lula envia avião para Gutiérrez

O Brasil foi alvo de protestos no Equador por ter decidido dar asilo ao ex-presidente Lúcio Gutiérrez, destituído na última quarta-feira pelo Congresso do País. Segundo o embaixador do Brasil em Quito, Sérgio Florencio, o asilo foi concedido porque é “uma tradição da diplomacia brasileira” desde a promulgação, pelo País, da Convenção sobre Asilo Diplomático de Caracas, em 1957. “É um instrumento jurídico, não político, e não significa qualquer juízo de valor com relação ao asilado”.

Para trazer Gutiérrez ao Brasil, uma verdadeira operação de resgate foi montada. A operação começou às 15h de quarta-feira e até a noite de ontem continuava sendo negociada pelo embaixador Florencio. Segundo admitiu o embaixador, Gutiérrez telefonou para a embaixada na tarde de quarta-feira visivelmente nervoso e solicitou asilo ao governo do presidente Lula. Após realizar algumas consultas, o embaixador se comunicou com Gutiérrez e informou-lhe que o pedido havia sido concedido. No entanto, até ontem continuava faltando a liberação do salvo-conduto, que já fora prometido pelo novo governo equatoriano, para que Gutiérrez, há dois dias na residência do embaixador, pudesse embarcar rumo ao Brasil.

Um avião da FAB aguardava em Rio Branco/AC o sinal verde do governo equatoriano para seguir para Quito. O objetivo do salvo-conduto, explicou o embaixador brasileiro, é proteger a integridade física do ex-presidente no transporte para o Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, na capital equatoriana.

_________

patrocínio

Bradesco

últimas quentes