Domingo, 15 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Lançado o edital para concessão da nova rodoviária de BH

Marcos Perez, sócio do Escritório Manesco, Ramires, Perez e Azevedo Marques é o coordenador da equipe de consultoria jurídica da nova rodoviária de Belo Horizonte.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Obras públicas

Prefeitura de Belo Horizonte abre licitação para construção de nova rodoviária

Marcos Perez, do escritórioManesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedade de Advogados, coordenador da equipe de consultoria jurídica da nova rodoviária de Belo Horizonte, comenta a realização desta obra pública.

  • Leia mais sobre o assunto na matéria publicada pelo boletim do escritório :

____________

Lançado o edital para concessão da nova rodoviária de BH

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu licitação para a escolha da empresa ou consórcio responsável pela construção e exploração da nova rodoviária, que será implantada no Bairro São Gabriel, na região nordeste da capital mineira. A obra do complexo para embarque e desembarque de passageiros começa no ano que vem, ao custo estimado de R$ 150 milhões.

De acordo com o edital, o prazo do contrato será de 25 anos. A expectativa do prefeito Marcio Lacerda é a de começar a obra, que terá 80 boxes para ônibus, até o mês de julho de 2011. O terminal deverá ser inaugurado até dezembro de 2012. Pronta a nova estação, a rodoviária que hoje está em uso passará provavelmente a absorver operações de embarque e desembarque de ônibus metropolitanos, e servirá ainda aos coletivos que circulam a partir do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, localizado em Confins, na Grande BH.

Sócio fundador do escritório Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedade de Advogados e coordenador da equipe de advogados que atuou na consultoria jurídica do projeto da nova rodoviária, o sócio Marcos Perez comenta que o Município de BH ousou mais uma vez. Segundo Perez, o grande diferencial do projeto se dá no sentido de "conciliar a construção da infraestrutura básica da nova rodoviária com a busca do desenvolvimento econômico, social e urbano da região de seu entorno." "Além da construção e implantação do terminal rodoviário, está prevista a instalação de empreendimentos associados como um shopping, um hotel ou um supermercado, que, inclusive, já contam com licença ambiental e estudos de viabilidade aprovados", explica Perez. "Esse modelo busca evitar a degradação urbana da região (fenômeno comum com rodoviárias instaladas nas metrópoles brasileiras), levará desenvolvimento para a região além de incentivar a geração de empregos", conclui.

____________
_____

Fonte : Edição nº 363 do Litteraexpress - Boletim informativo eletrônico da Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedade de Advogados.

_______
_________________

________________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes