Domingo, 15 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

TRT da 14ª região e entidades parceiras promovem inclusão digital a filhos de detentos em Porto Velho

A Justiça do Trabalho da 14ª região em conjunto com o TJ/RO, Secretaria de Interior e Justiça de Rondônia e Ulbra de Rondônia vai promover inclusão digital de jovens entre 14 e 17 anos, filhos de reeducandos, em salas equipadas, transporte e material didático e instrutores. O termo de cooperação técnica entre as instituições envolvidas foi assinado ontem, 2/12, no edifício-sede do TRT em Porto Velho.

sábado, 4 de dezembro de 2010


Cooperação técnica

TRT da 14ª região e entidades parceiras promovem inclusão digital a filhos de detentos em Porto Velho

A Justiça do Trabalho da 14ª região em conjunto com o TJ/RO, Secretaria de Interior e Justiça de Rondônia e Ulbra de Rondônia vai promover inclusão digital de jovens entre 14 e 17 anos, filhos de reeducandos, em salas equipadas, transporte e material didático e instrutores. O termo de cooperação técnica entre as instituições envolvidas foi assinado quinta-feira, 2/12, no edifício-sede do TRT em Porto Velho.

De acordo com a desembargadora Maria Cesarinei de Lima, presidente do TRT, esses jovens terão acesso às novas tecnologias e melhores condições de colocação no mercado de trabalho. As instituições públicas devem dar sua contribuição na promoção da cidadania e este projeto vai possibilitar isso.

O desembargador Cássio Sbarzi Guedes, presidente do TJ/RO, destacou o papel social da parceria e a sociedade ganha com isso, pois as famílias dos cidadãos que estão recolhidos no sistema prisional precisam de apoio e acesso à cidadania.

As salas equipadas para os cursos, transportes dos alunos, impressão do material didático e confecção de camisetas para monitores e alunos serão oferecidos pelo TRT e TJ/RO, e o recrutamento dos alunos será feito pela Secretaria de Estado de Interior e Justiça de Rondônia (SEIJUS). A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA/RO) oferecerá os instrutores, materiais didáticos atualizados em mídia e certificação dos cursos ministrados.

Para participar dos cursos os jovens deverão preencher alguns requisitos, como: idade mínima de 13 e máxima de 17 anos e escolaridade mínima de nível fundamental. O termo de cooperação técnica terá vigência inicial de sessenta meses, podendo sofrer prorrogação.

Participaram da reunião o procurador-chefe do MPT da 14ª região, Francisco Pinheiro Cruz ; João Bosco Costa, Secretário adjunto da SEJUS ; a coordenadora do Sistema de Formação da ULBRA, Renata dos Santos Luz de Oliveira e o juiz de direito Antônio Robbles.

________________
_________

Fonte : TRT da 14ª região

_________
________________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes