Segunda-feira, 18 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Invasões de escritórios de advocacia

O prédio do escritório Oliveira Neves & Associados

sexta-feira, 1º de julho de 2005

Invasão

O prédio do escritório Oliveira Neves & Associados recebeu pela manhã a visita da Polícia Federal. Na região da avenida Paulista, próximo do cruzamento entre a Bela Cintra e a alameda Santos, o prédio do escritório foi invadido por policiais munidos de metralhadoras, que chegaram logo cedo acompanhados de inúmeros jornalistas.

Muitas informações divulgadas ainda são desencontradas. Segundo O Globo, o causídico Newton José de Oliveira Neves e pelo menos mais nove pessoas acusadas de envolvimento num dos maiores esquemas de criação de "laranjas" e empresas em paraísos fiscais (off-shore) do país já foram presas.

A polícia descobriu as supostas fraudes da quadrilha a partir de investigações do esquema do empresário Antônio Carlos Chebabe, preso em 2004 em Campos, no Rio de Janeiro, acusado de envolvimento com um mega-esquema de sonegação fiscal e adulteração de combustíveis.

Ainda segundo o site do periódico, a PF se preparou para possíveis queixas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB):

-Mas não tem jeito. Os indícios contra o advogado são muito fortes - disse uma fonte que acompanha a operação

A operação foi batizada de Monte Éden. "Monte" é uma referência à capital do Uruguai, Montevidéu. A polícia brasileira contou com ampla colaboração da polícia uruguaia nas investigações.

Informações: O Globo

________

Veja o que foi publicado sobre o assunto:

- Invasões de escritórios de advocacia: entidades se manifestam contra invasão;

- Invasões de escritórios de advocacia: OAB/SP repudia invasões na operação Monte Éden;

- Invasões de escritórios de advocacia: AASP vai ao Presidente do STJ;

- Invasões de escritórios de advocacia: IASP encaminha ofício ao Ministro da Justiça.

___________

patrocínio

Bradesco

últimas quentes