Sábado, 14 de dezembro de 2019

ISSN 1983-392X

Discriminação

Verbete "cigano" é retirado da versão eletrônica do dicionário Houaiss

O sumiço ocorreu após ação do MPF/MG para retirar do dicionário "referências preconceituosas" e "racistas" contra ciganos.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Discriminação

Verbete "cigano" é retirado da versão eletrônica do dicionário Houaiss

O dicionário Houaiss não tem mais o verbete "cigano" na sua versão eletrônica. O sumiço ocorreu após ação do MPF mineiro para retirar do dicionário "referências preconceituosas" e "racistas" contra ciganos. Desde a última sexta, quem digita "cigano" na versão eletrônica do Houaiss, disponível no UOL, encontra aviso de que a "palavra não foi encontrada".

A ação originou-se de investigação iniciada em 2009, quando o MPF/MG recebeu representação de um cidadão de origem cigana questionando a prática de discriminação e preconceito pelos dicionários de língua portuguesa contra sua etnia. A publicação registra, com a data de 1899, o "uso pejorativo" da palavra cigano como "aquele que trapaceia; velhaco, burlador".

O procurador expediu recomendação às editoras para que fosse suprimida das próximas edições qualquer expressão pejorativa ou preconceituosa nos significados atribuídos à palavra cigano.

As Editoras Globo e Melhoramentos atenderam a recomendação. A Editora Objetiva recusou-se a cumpri-la, sob o argumento de que seu dicionário é editado pelo Instituto Houaiss, sendo apenas detentora exclusiva dos direitos de edição.

De acordo com o MPF, a atitude da editora e do instituto teria causado dano moral coletivo, na medida em que agrediu de maneira absolutamente injustificável o patrimônio moral da nação cigana. Assim, o MPF pediu a condenação dos réus ao pagamento de indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 200 mil.

__________

leia mais

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes