Terça-feira, 15 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Sorteio de obra - Morte na USP

x

terça-feira, 30 de agosto de 2005

 

Sorteio de Obra

 

Migalhas tem o prazer de anunciar o sorteio de um exemplar do livro "Morte na USP" (190p.), escrito com maestria pela conhecida jurista Ada Pellegrini Grinover, gentilmente oferecido pela editora Manole.

Universidade de São Paulo, ano de 1971: cinco homicídios sacodem a USP.

Duas funcionárias e três professores mortos, sem aparente ligação entre eles. A assinatura do assassino é uma corda utilizada para o estrangulamento ou deixada ao lado do cadáver. Serial killer? Conspiração contra a USP, nos anos de chumbo? Delito passional? O delegado Genofre Otero segue todas as pistas, com a colaboração da psiquiatra Valentina Amabile. Vários suspeitos surgem e são investigados. No flagrante de tentativa de mais um homicídio, emerge uma confissão, que não satisfaz o delegado. Uma professora da Faculdade de Direito torna-se afinal o centro das suspeitas e cede alguns fios de cabelo para um improvável exame de DNA, incipiente à época.

A narração é intercalada pelas falas do assassino, que prepara e executa cada crime cuidadosamente, e pela descrição de sua atuação antes, durante e depois dos homicídios.

A autora, professora da Faculdade da USP, brinca com a realidade da universidade daquela época e com o momento político e os órgãos de segurança, fielmente retratados. Atribui aos personagens heterônimos que não deixam de revelar sua verdadeira identidade. Serve-se também da técnica do paradoxo, para chegar ao final surpreendente, mas perfeitamente lógico.

Ada Pellegrini Grinover, conhecida jurista, é titular da Cadeira n. 09 da Academia Paulista de Letras e tem dois livros de memórias publicados, ambos na 2ª edição: A menina e a guerra, da Editora Forense Universitária, ganhou um prêmio literário no Brasil e um na Itália, onde o livro foi traduzido, e A garota de São Paulo, Editora Arx. Publicou, também, contos e poemas na Revista da Academia Paulista de Direito e na Revista Brasileira, da Academia Brasileira de Letras.

___________

Ganhador:

 

Luiz Carlos Bastianello, de São Gabriel da Palha/ES

 

 

 

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes