Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Anuidades

AGU é contra ADIn que discute competência de conselhos para fixar valores de anuidades

Ação questiona dispositivos da lei 12.514/11, que versa sobre o tema.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

No STF, a AGU se manifestou contrária a ADIn 4762, que questiona a competência dos conselhos profissionais para fixar valores de anuidades previstas na lei 12.514/11. A ação foi proposta pela CNTS contra alguns dispositivos na norma que, segunda a Confederação, contrariam a CF/88, pois não poderiam estabelecer normas gerais em matéria tributária, assunto reservado ao domínio de LC.

No entanto, para a AGU, os itens apenas estabelecem parâmetros legais a serem observados pelos conselhos. Além disso, a manifestação da AGU apontou que a Confederação não poderia propor este tipo de ação, pois seus objetivos institucionais se limitam à defesa dos interesses gerais dos trabalhadores em estabelecimentos de serviços de saúde.

A manifestação destacou ainda que os artigos não estabelecem normas gerais em matéria de legislação tributária, mas são compatíveis e se alinham ao princípio tributário previsto na Constituição.

Segundo a AGU, os itens apenas estabelecem parâmetros legais, que devem ser observados pelos conselhos para definir as contribuições. Lembrou também que, além de propiciar a indicação da quantia mais adequada ao atendimento de suas finalidades institucionais, as normas evitam a ocorrência de eventuais práticas abusivas nas entidades.

A lei 12.514/11 também é questionada na ADIn 4697, ajuízada no Supremo pela CNPL - Confederação Nacional das Profissões Liberais. Nesta ação, a manisfestação da AGU também foi favorável a norma.

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes