Terça-feira, 17 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Rede

IAB defende construção colaborativa do marco civil da internet

Entidade acredita que a iniciativa de elaboração do texto com a participação da sociedade consolida a democracia brasileira.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

O IAB - Instituto dos Advogados Brasileiros é a favor da construção colaborativa e democrática do marco civil da internet (PL 2.126/11). O processo de elaboração do texto contou com a participação da sociedade por meio de comentários feitos pelos usuários da rede na página e-Democracia, da Câmara, nos bate-papos virtuais em tempo real promovidos durante as audiências e seminários, e também na rede social Twitter.

Segundo Leonardo Palhares, membro do IAB e vice-presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, o texto apresenta soluções interessantes e à frente de nosso tempo, protegendo os bons direitos dos usuários da internet sem apresentar regulamentação excessiva que prejudique o fomento de atividades como o comércio eletrônico ou conceda privilégios descabidos a determinada parcela de indivíduos.

"O atual texto legal respeita o ambiente da rede em sua natureza e estrutura, orientando a atuação estatal no desenvolvimento e uso da rede e permitindo a expansão de temas tão caros ao ambiente virtual, como o comércio eletrônico", diz o advogado.

Para Palhares, o único ponto de preocupação é a menção acerca do privilégio aos padrões abertos para o desenvolvimento da internet no Brasil. "A exemplo das redes, o ambiente de neutralidade de padrões deve ser mantido em todo texto do Marco Civil da Internet. Neste mesmo sentido, não se deveria fixar preferências por padrões sob pena de se impedir o desenvolvimento da indústria tecnológica nacional", avalia.

Palhares afirma que é digna de admiração a iniciativa que viabilizou um efetivo debate de ideias, princípios e valores dos direitos individuais na grande rede. "Esta iniciativa certamente inaugura um novo período da participação popular na evolução legislativa do país e colabora para a consolidação da democracia brasileira".

____________

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes