Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Banco Santos

Edemar Cid Ferreira pede vistoria na mansão para constatar estado do imóvel e bens

Vânio Aguiar, administrador da massa falida, não estaria cuidando dos bens.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

O ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira apresentou medida cautelar pedindo a produção antecipada de provas para realizar vistoria na mansão que está sob os cuidados de Vânio Aguiar, administrador da massa falida do Banco Santos.

A petição alega que o imóvel na rua Gália, em SP, e os bens que lá se encontram apresentam "sérios problemas de guarda e conservação", entre eles:

- má conservação externa, com características de abandono, como a falta de limpeza no revestimento externo de mármore

- monitores de vigilância quebrados;

- constatação, pelo MAC-USP, de mofo e fungos nas obras de arte; etc.

No documento, os advogados Luiz Augusto Winther Rebello Jr. e Ida Maria Falco, do escritório Winther Rebello Advogados Associados, defendem que “é incontroverso que os bens sob a guarda do administrador judicial sofreram deterioração. Necessário pois que seja realizada vistoria por peritos especializados para avaliarem o estado do imóvel, das obras de arte e demais bens que guarnecem a casa e que estão sob a guarda do administrador judicial, bem como avaliar e apresentar a causa das deteriorações apontadas e da má conservação do bem."

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes