Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Condenação

Promotor que atropelou e matou três pessoas é condenado

Acidente ocorreu em outubro de 2007. As três pessoas morreram no local.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O órgão especial do TJ/SP condenou o promotor de Justiça Wagner Juarez Grossi a 4 anos de detenção por triplo homicídio culposo, por provocar um acidente de trânsito que matou três pessoas em Araçatuba/SP, em 2007.

A decisão reverteu a pena para serviço à comunidade durante o período de condenação. O promotor também foi condenado a pagar indenização de R$ 15 mil para familiares de duas vítimas.

O trabalho comunitário deve ocorrer em uma instituição beneficente de Araçatuba, a ser indicada pelo Juízo das Execuções local. Grossi teve sua carteira de habilitação suspenda.

O acidente aconteceu na noite de 7/10/07, na Rodovia Eliezer Montenegro Magalhães (SP-463). Segundo o que apurou o inquérito policial e depois o processo na Justiça, o promotor estaria com sinais de embriaguez e em alta velocidade, o que não foi confirmado durante o processo.

Grossi teria invadido a contramão e batido de frente em uma motocicleta ocupada por três pessoas. A moto era conduzida pelo metalúrgico Alessandro da Silva Santos, de 27 anos, e na garupa estavam sua mulher, Alessandra Alves, de 26, e o filho do casal, Adriel Rian Alves, de 7, que morreram no local.

________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes