Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Barroso no STF

Luís Roberto Barroso é o novo ministro do STF

Jurista vai ocupar cadeira de Ayres Britto.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

A presidente Dilma Rousseff escolheu Luís Roberto Barroso para ser o novo ministro do STF. O advogado substituirá Carlos Ayres Britto, que deixou a Corte em novembro do ano passado, após sua aposentadoria.

O anúncio oficial foi feito pela ministra da Comunicação Social Helena Chagas. Segundo a ministra, a presidente tomou a decisão na manhã desta quinta durante reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. "O professor Luís Roberto Barroso cumpre todos os requisitos necessários para o exercício do mais elevado cargo da magistratura do país", diz a nota da Presidência.

Atuação

O jurista atuou em importantes processos junto ao STF, como a pesquisa científica com células-tronco (ADIn 3.510), a interrupção da gravidez de feto anencefálico (ADPF 54), a união estável homoafetiva (ADIn 4.277 e ADPF 132), o caso de extradição do italiano Cesare Battisti (Ext 1.085) e do convênio entre a Defensoria Pública de SP e a OAB/SP (ADIn 4.282).

Recentemente, Luís Roberto Barroso opinou acerca do poder de investigação do MP. Para ele, o problema da ineficiência, corrupção e violência da polícia não reside nas características dos membros ou na instituição em si, mas nas condições em que exerce o seu mister, isto é, “na linha de fronteira entre a sociedade e a criminalidade”. Dessarte, pergunta o constitucionalista, se o MP substituir a polícia em todas as suas atividades, manter-se-ia o parquet imune aos mesmos abusos e contágios.

História e formação

Formado pela UERJ (Turma de 1980), é advogado desde 1981 e Master of Laws (LL.M) pela Universidade de Yale, EUA, doutor e Livre-Docente pela UERJ, professor Titular de Direito Constitucional de graduação e pós-graduação da UERJ, da Escola da Magistratura do RJ e professor visitante da UnB. É ex-Conselheiro do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana e ex-Membro da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB. Barroso integra a Comissão de Altos Estudos da Reforma do Judiciário, do MJ, e é procurador do Estado do RJ.

Ele nasceu na cidade de Vassouras/RJ em 11 de março de 1958. O pai de Luís Roberto Barroso é membro aposentado do MP/RJ; sua mãe, já falecida, foi advogada e uma das poucas mulheres que se formaram na Faculdade Nacional de Direito, na década de 1950.

Barroso é o quarto ministro indicado no governo Dilma; os três ministros que ingressaram na Corte anteriormente foram Teori Zavascki, Rosa Weber e Luiz Fux. A indicação será publicada no DOU e o nome do constitucionalista ainda precisará ser aprovado pelo Senado após sabatina.

Confira entrevistas concedidas pelo novo ministro à TV Migalhas:

  • Ascensão do Poder Judiciário

  • Julgamentos no STF

  • Constituinte exclusiva

  • CNJ

  • Caso Cesare Battisti

  • Escolha de ministros do STF

leia mais

Há vários anos, Barroso figurava nas apostas migalheiras para vaga no STF

Justiça racial: de que lado você está?

Luís Roberto Barroso

O constitucionalismo democrático no Brasil: crônica de um sucesso imprevisto

Luís Roberto Barroso

Direito e política: a tênue fronteira ou judicialização, ativismo judicial e democracia

Luís Roberto Barroso

Luís Roberto Barroso visita a redação de Migalhas

Vingadores e humanistas

Luís Roberto Barroso

Diferentes, mas iguais: o reconhecimento jurídico das relações homoafetivas no Brasil

Luís Roberto Barroso

Constituição, democracia e supremacia judicial: Direito e política no Brasil contemporâneo

Luís Roberto Barroso

A americanização do direito constitucional e seus paradoxos: teoria e jurisprudência constitucional no mundo contemporâneo

Luís Roberto Barroso

O monopólio do atraso

Luís Roberto Barroso

Dançarinas e juristas

Luís Roberto Barroso

Judicialização, Ativismo Judicial e Legitimidade Democrática

Luís Roberto Barroso

Vinte anos da Constituição Brasileira de 1988: o estado a que chegamos

Luís Roberto Barroso

A revolução da brevidade

Luís Roberto Barroso

Da falta de efetividade à judicialização excessiva: Direito à saúde, fornecimento gratuito de medicamentos e parâmetros para a atuação judicial

Luís Roberto Barroso

Diferentes, mas iguais: o reconhecimento jurídico das relações homoafetivas no Brasil

Luís Roberto Barroso

Exame nacional para juízes

Luís Roberto Barroso

O ano da nossa maioridade

Luís Roberto Barroso

O direito, as emoções e as palavras

Luís Roberto Barroso

Neoconstitucionalismo - O triunfo tardio do Direito Constitucional no Brasil

Luís Roberto Barroso

O Judiciário entrou na política

Luís Roberto Barroso

Neoconstitucionalismo e constitucionalização do Direito

Luís Roberto Barroso

Janela e não espelho

Luís Roberto Barroso

Direito Constitucional - Pareceres de peso

Luís Roberto Barroso

Anencefalia e um novo STF

Luís Roberto Barroso

A verdadeira Reforma do Judiciário

Luís Roberto Barroso

Controle externo a favor do judiciário

Luís Roberto Barroso

Agências Reguladoras

Luís Roberto Barroso

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes